Matérias

Ícone do jiu-jitsu, Rodrigo Pinheiro comemora sucesso no exterior

Radicado nos Estados Unidos, onde possui duas academias e quatro associações, localizadas no Texas, no México e em Monterey, o amazonense Rodrigo Pinheiro, se tornou um dos maiores ícones do jiu-jitsu da atualidade. Casado com Heather Breves, e pai da Olivia e Victoria Breves, o empresário mora em San Antonio, no Texas, há 11 anos, onde através do jiu-jitsu, conquistou as maiores vitórias na vida pessoal e profissional.

“Minha rotina é bem pesada, pois tenho que administrar os negócios e dar o suporte necessário para que tudo caminhe bem. São cinco treinos de preparação física semanal e três treinos diários de jiu-jitsu. Também dou aulas particulares que começam às 6h da manhã e algumas vezes encerram 21h”, relatou.

Rodrigo começou a treinar na equipe Agenor Alves, localizada no Japiim, onde foi graduado da faixa branca a preta, pelo mestre Ulisses Paixão.

O pai do lutador, Edson Pinheiro, foi o maior incentivador do atleta. Conhecido, respeitado e admirado por todos os lutadores. Era ele quem estudava todas as jogadas dos adversários antes dos combates do filho. “Meu pai foi meu maior incentivador. Ele me apoiava e dava apoio aos outros que quisessem escutar as palavras de incentivo. Ele era observador e sabia o jogo de todos que lutariam contra mim”, explicou.

No Amazonas Rodrigo era um nome de peso nas competições locais. O ótimo condicionamento físico somado ao excelente nível técnico garantia ao atleta, o lugar mais alto do pódio. “Como lutador acho que a maior dificuldade sempre foi apoio, graças a Deus, batendo de porta em porta, um dia eu encontrei pessoas que se tornaram mais que patrocinadores, que foram exemplo de vida para mim, o Ivonildo e Adriana da Granada Beach. Até hoje tenho muito orgulho, respeito e gratidão, pois se cheguei até aqui devo muito a eles”, revelou.

Em busca de novas conquistas, o amazonense mudou-se para o Rio de Janeiro. Determinado e muito esforçado, o atleta se virava de diversas maneiras para se manter no esporte. Através de um patrocinador, Zé Luis (Senki Kimonos), o lutador conheceu “Marrinha” e surgiu a oportunidade de dar aulas de jiu-jitsu Em São Leopoldo.

Era uma rotina de treinos no Rio de Janeiro, seminários e aulas de jiu-jitsu em São Leopoldo e competições nos Estados Unidos. Para aumentar a renda financeira, o lutador que sempre teve um tino para os negócios, aproveitava as viagens ao exterior e trazia produtos importados para revender aos conhecidos.

“Em pouco tempo morando no RJ, eu já estava plantando minhas sementinhas. Viajava para os EUA, comprava produtos e vendia no RJ. Muitos artistas viraram meus clientes e isso era legal. Nunca tive medo de trabalho e sempre fiz o que deveria fazer para ganhar o meu dinheiro de forma honesta”, declarou.

Atraídos pelo mercado que se abriu em torno do jiu-jitsu, muitos brasileiros mudaram para os Estados Unidos no ano de 2005. Em busca de novas oportunidades o amazonense decidiu fazer o mesmo. Depois de visitar algumas cidades americanas, o lutador recebeu uma ligação do amigo, `Marrinha` para ajudar a dar aulas em uma academia no Texas. Rodrigo gostou tanto da cidade que já são 11 anos morando no mesmo lugar.

Segundo o empresário, embora o jiu-jitsu fosse um campo promissor nos Estados Unidos, ainda havia muitos questionamentos e as competições de jiu-jitsu era uma das alternativas para mostrar aos alunos a eficiência da arte suave.

E conquistar medalhas em competição sempre foi o ponto forte deste campeão, que possui entre os muitos títulos conquistados, o Penta Campeão Brasileiro, Tricampeão Pan-Americano, Tricampeão Mundial, Campeão Europeu, Bi-campão Nacional Americano entre outros.

“Sou muito abençoado por fazer o que amo há mais de 26 anos e agradeço muito as pessoas que sempre estiveram desde o início e estão até hoje comigo. Meus professores Ulisses Paixão que foi sempre uma figura marcante na minha vida e ao Faustino Neto (Pina). Quando mudei para o RJ tive o privilégio de treinar com o Saulo Ribeiro e o mestre Royler Gracie, que é a academia em que eu luto e levanto a bandeira até hoje”, relatou.

São quase três décadas conquistando títulos e fazendo campeões na RPBJJ. Rodrigo sempre participa de campeonatos e se destaca entre os melhores. No dia 9 de setembro, o líder da equipe, foi destaque no Fight To Win, ao vencer Diego Gamonal por decisão dos jurados, na luta principal do evento. Além da vitória de Rodrigo, quatro de seus alunos sagraram-se campeões do evento, incluindo o “menino de Gelo”, Cole Abate.

“Hoje a competição é diferente, é algo que gosto e onde me encontro como pessoa. Onde me desafio e me supero todas às vezes que me ponho a teste. Mesmo com a correria do dia-a-dia, não consigo ficar sem competir. Acho que o fator fundamental da competição é o conhecimento interno que você tem de si mesmo e aquilo lhe dá ferramentas para a guerra diária, que não é fácil”, explicou.

Por: Greici Fernandes

Fotos: Arquivo atleta

Treino aberto da Seleção Brasileira reúne mais de 30 mil torcedores na Arena da Amazônia

No último sábado, dia 2, foi realizado um treino aberto com a Seleção Brasileira Masculina de Futebol. O evento contou com cerca de 35 mil espectadores, que fizeram questão de assistir alguns dos melhores jogadores do mundo em um dos cenários mais deslumbrantes do futebol mundial, a Arena da Amazônia.

Treino Aberto com a Seleção Brasileira de Futebol. (Foto: Lorena Furtado)

 
Ao entrar em campo, o que se viu foi uma equipe extremamente entrosada e comunicativa, que se rendeu aos aplausos da torcida e encantou do mais novo ao mais antigo torcedor brasileiro. Após o treinamento, os jogadores distribuíram brindes ao público presente e fizeram diversas brincadeiras com a bola, para delírio da torcida.

Neymar caiu nas graças da torcida e foi o jogador mais aplaudido na Arena da Amazônia. (Foto: Lorena Furtado)

 
Nesta terça-feira, dia 5, às 17h30 (horário de Brasília), em Barranquilla, o Brasil enfrenta a Colômbia e busca defender uma sequência de nove vitórias. Feito esse que supera até mesmo os resultados da seleção campeão de 1970, que conseguiu seis vitórias das seis possíveis durante a eliminatória sul-americana para a Copa do Mundo da época.

Treino contou com cerca de 35 mil torcedores na Arena da Amazônia. (Foto: Lorena Furtado)

 
SORTE GRANDE
 
E não foi só o público que ficou feliz com a “visita” da Seleção.Em Ação Social promovida durante a passagem da Seleção Brasileira Masculina de Futebol pela capital do Amazonas, a organização da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) solicitou a participação de dois atletas para compor o treino aberto da equipe na Arena da Amazônia.
 

Rafael Rennardy (no centro) treinando com a Seleção Brasileira.
(Foto: Lorena Furtado)

Foram indicados dois jovens jogadores: Rafael Rennardy, do Nacional Futebol Cube, que começou na categoria de Base do time e se profissionalizou este ano, com o projeto “Made in Amazonas”, diante do seu desempenho como artilheiro dos campeonatos em que atou e sua habilidade em campo; e Diego Duarte, o Maradona, ex-atleta de futebol e funcionário da Secretaria Estadual de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), que trabalhou na montagem do espetáculo organizado para receber a população amazonense, e foi surpreendido com o convite para se juntar à Seleção Brasileira e fazer parte do treino.

Diego Duarte, o Maradona (no centro da roda), entre os astros do futebol nacional. (Foto: Lorena Furtado)

Fenômeno do MMA de Itacoatiara ganha cinturão do Mexican Fight Championship MFC

Natural de Itacoatiara, cidade com distância de 269 quilômetros da cidade de Manaus, o amazonense de 23 anos, Marcondes Bastos, deu um show de lutas na última quarta-feira, dia 16 de agosto, em um evento que aconteceu na Unidade Desportiva Poliforum, em Playa Del Carmen, Colonia El Ejido, no Estado de Quintana Roo no México.

O evento que teve sua primeira edição teve quase todos os duelos entre brasileiros e mexicanos. Durante as disputas de cinturões oficializadas, na divisão dos pesos-galo, o ‘brazuca’ como é conhecido Marcondes (ASTT), encarou de frente, na luta que foi o main event, Sergio Rosado Perez (Primmates) e levou o cinturão.

“Eu me sinto muito honrado em poder representar minhas origens. Eu fui o primeiro estrangeiro a conquistar o cinturão do evento que pela primeira teve lutas internacionais. Isso me deixou muito feliz! Eu vim de longe, corri o risco de levar uma derrota, pelo fato de meu adversário está acima do peso. Foi uma luta de três rounds, mas não desistir porque eu queria muito esse cinturão. Deus é justo e eu consegui levar a vitória”, ressaltou o atleta.

O jovem se destaca pela agilidade com que derruba e imobiliza os adversários, alguns deles com o dobro do peso e tamanho, demonstrando, uma certa “facilidade” na hora do combate.

No próximo mês, o atleta já tem várias propostas para lutar em grandes eventos e aguarda o próximo passo.

Confira os resultados do Mexican Fight Championship MFC:

  • MARCELO LINS LORO E JÚLIO MUTANTE RAMIREZ – Categoria Mosca (57 kg)
    (NOCAUTE, aos 1m57s do 2º Round, para MARCELO LORO)
    Árbitro Central: Alberto Galera
  • DANIEL ZURITA E JULIO GARCIA – Categoria Mosca (57kg) 
    (DECISÃO UNÂNIME para ZURITA)
    Árbitro: Alberto Galera
  • HERBE MERITO CETINA E JÚLIO COBRA RAMIREZ – Categoria Galo (61 Kg)
    (NOCAUTE aos 1m13s do 1º Round para HERBE CETINA) 
    Árbitro: Pablo Marin
  • ANGEL RODRIGUEZ PASHA E LUIS ARMANDO – Categoría Leve (70kg)
    (NOCAUTE aos 53 segundos do 1º Round para PASHA)
    Árbitro: Alberto Galera
  • MARCONDES BASTOS E SÉRGIO ROSADO PEREZ – Categoría Galo (61kg)
    (DECISÃO UNÂNIME para MARCONDES BASTOS)
    Árbitro: Marcos Engracio

 

Por Fabi Campos, em 22 de agosto.

 

COPA PODIO APRESENTA ELENCO DE ATLETAS EM COLETIVA DE IMPRENSA REALIZADA NO PÍER DO TROPICAL HOTEL

Nesta sexta-feira, 11, o Pier do Hotel Tropical reuniu 33 lutadores para a pesagem e coletiva de imprensa da Copa Podio de Jiu-jitsu que teve início às 15h com a pesagem das duplas mirins do Desafio Kids. O evento que acontece no próximo sábado, dia 12, às 18h, promete muitas emoções na Arena Amadeu Teixeira, situada no bairro Flores, zona Oeste da capital amazonense.

Na ocasião, os atletas cumpriram a pesagem e ocuparam a mesa para responder às perguntas da imprensa. Dentre os destaques, estavam presentes os lutadores do Grand Prix dos Médios; os líderes do Desafio Kids, Isaque Bahiense e Espen Mathiesen; e ainda os capitães do Desafio de Equipes, Xande Ribeiro (Caboclos) e Roberto Cyborg (Pantaneiros).

O mediador e também presidente da Copa Podio, Jeferson Maycá, iniciou os debates destacando o motivo da escolha de Manaus para sediar o evento e falou sobre a expectativa para este sábado. “O Amazonas é um Estado quente e, é assim que os preparativos para esta 2ª edição da 5ª temporada estão sendo feitos. Escolhi esta cidade por ser um dos maiores polos de jiu-jítsu do mundo, uma vez que daqui já saíram grandes campeões desta modalidade”, disse.

Como tempero para as disputas do GP dos Médios, os lutadores passaram por uma saia justa durante a coletiva de imprensa: tiveram que dizer com quem achavam que iriam disputar a final da competição. Pelas respostas dos participantes, o mais votado foi o norte-americano Dj Jackson, veterano no evento.

 

 

 

Alexandre Capitão abre a guarda e conta toda a trajetória de sucesso

Contratado pelo WSOF, o amazonense Alexandre “Capitão”, 29, se tornou um dos lutadores mais conceituados pelo evento. Nascido em Manaus, cidade considerada o celeiro de campeões, Alexandre assim como muitos jovens brasileiros, cresceu com o sonho de melhorar sua vida através dos esportes.

Casado com Thais Marcelle e pai da Manuella, o amazonense aguarda a chegada da segunda filha Nicole, que nascerá em outubro. O amazonense vive em Las Vegas, onde treina e dá aulas de jiu-jitsu na academia SYNDICATEMMA.

“Capitão” pertence a leva de campeões pioneira no jiu-jitsu amazonense. Começou a treinar na academia Agenor Alves aos oito anos de idade, através do primo Marcos Paulo. Das mãos do mestre Ulisses Paixão, o manauara recebeu todas as faixas, até chegar a tão sonhada faixa preta.

“Recebi a faixa preta no Campeonato Mundial da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo (CBJJE), autorizado pelo sensei Henrique Machado e depois oficializada na graduação na Asle. A academia Agenor Alves fechou em 2007 e eu passei a treinar com sensei Henrique, na Asle. Hoje eu represento o Clube Pina, pois ele já tinha sido meu professor na academia Agenor Alves. Sempre fui e sempre serei Agenor Alves. O meu mestre Ulisses Paixão sempre me acompanhou em todas as minhas conquistas”, relatou.

Para se manter no esporte, o manauara contou e ainda conta com o apoio do empresário Beto Nicolau, proprietário do Hospital Samel. “Eu não tenho palavras para descrever o que ele significa na minha carreira. Ele sempre me apoiou e apoia até hoje. Agradeço a Deus por tê-lo colocado em minha vida”, explicou.

Os números de medalhas e títulos conquistados pelo lutador enchem de orgulho. No MMA, o cartel de vitórias inclui: Campeão peso pena do WSOF, campeão peso pena do Jungle fight, campeão peso pena Mr. Cage, campeão peso pena do Golden Combate, campeão peso pena do GP Boa Vista Combate.

“O jiu-jítsu é minha vida, se não fosse por esse esporte, eu não teria conquistado nada que já conquistei e ainda vou conquistar. Como atleta eu ganhei todos os títulos que um lutador de jiu-jítsu e MMA poderia ter conquistado. Eu sou muito feliz com tudo que já conquistei tanto no jiu-jítsu quanto no MMA”, declarou.

Em 2014 o atleta foi um dos lutadores que foi a Las Vegas para fazer parte do elenco da quarta temporada do The Ultimate Fighter Brasil – Em Busca de Campeões. Alexandre acabou ficando de fora devido uma suspeita de aneurisma cerebral, o que posteriormente acabou sendo descartado após segunda avaliação.

Após superar o drama do corte e receber a liberação da equipe medica para competir, Capitão estreou com vitória no WSOF, finalizando Saul Almeida no primeiro round, se tornando o dono do título do terceiro maior evento de MMA do mundo.

Em meio a tantas conquistas na vida pessoal e profissional, o lutador que possui um cartel de 18 vitórias e sete derrotas, revela o sonho de chegar ao maior evento de MMA da atualidade.  “Esse é um titulo que quero conquistar, não vou descansar enquanto não chegar ao UFC”, revelou.

Por: Greici Fernandes

Fotos: Arquivo Pessoal do atleta

Karateca amazonense de 6 anos faz história no esporte e é grande promessa revelada

Por: Fabi Campos, em 30 de agosto.

Manaus, Amazonas

 Com apenas seis anos de idade, a atleta amazonense Kayane Lucena, campeão brasileira de karatê, desponta como uma grande promessa para o esporte no Estado do Amazonas. Após a participação no Circuito Open Nacional de Karatê, disputado nos últimos dias 18, 19 e 20, no bairro Ponta Negra, a ferinha garantiu a classificação para Campeonato Brasileiro de Karatê que será em outubro na cidade de Salvador na Bahia.

 

Um episódio inédito na vida da pequena atleta deixou familiares e expectadores que estavam no evento admirados. Durante a competição, Kayane, teve uma febre de 39 graus e insistiu para os pais e o professor em participar do evento. A menina conseguiu a medalha de prata e garantiu a classificação para a próxima fase do brasileiro. “Eu quero fazer o que sei de melhor”, foi a frase de Kayane.

De acordo com os pais da Karateca, quando esse esporte entrou na vida da filha foi um amor à primeira vista. “Levamos ela para assistir Jiu-jitsu, Judô, Natação, Balé e outros, mas ela não quis nenhum desses esportes. Então, o pai dela visitou uma academia próximo de casa e juntos assistiram um treino de karatê, foi quando ela ficou encantada. Alli, ela se apaixonou! Foi amor à primeira vista. Desde lá nunca parou”, explicou Chelly Lucena orgulhosa da filha.

 

Se depender do pai de Kayane o sonho da filha em se tornar referência no karatê vai se concretizar. “Nós descobrimos o excelente sensei Whashigton Melo que descobriu o talento dela e já considera nossa filha um fenômeno desta modalidade. Agradecemos muito o mestre Washington transformar nossa pequena em uma campeã amazonense de karatê e ainda ter ficado entre as melhores”, finalizou Kário Lucena.

 

 

IBJJF PRO LEAGUE TERÁ AMAZONENSE XANDE RIBEIRO NO DIA 26 DE AGOSTO EM LAS VEGAS

Após o espetáculo de luta em um circuito profissional de competições na Amazônia, onde reuniu craques de toda nacionalidade, no último dia 12 de agosto, o líder e faixa preta da escola Ribeiro JJ, Xande Ribeiro, continua sua saga pelo mundo das “artes marciais” e vai disputar o torneio conhecido por reunir os melhores atletas do Jiu-Jitsu mundial. Nesta edição, as feras vão em busca de um prêmio de 40 mil dólares para o campeão e para o vice-campeão, o valor de 10 mil dólares.

O amazonense renomado que coleciona sete títulos mundiais é respeitado e conhecido por formar, juntamente com seu irmão Saulo Ribeiro, mais de 100 faixas pretas pelo brasil e pelo mundo. Recentemente o craque liderou o time dos caboclos desafiado pela equipe dos pantaneiros conduzido por Roberto Cyborg na Copa Podio de Jiu-Jitsu. O combate entre os dois ícones terminou empatado em Manaus.

E faltando menos que cinco dias para o campeonato organizado pela International Federation Brazilian Jiu-jitsu (IBJJF), Xande encara mais um desafio e competirá entre os melhores do mundo, no GP de peso pesado. Com o casca grossa de renome, que retorna sob seu segundo GP IBJJF, outros concorrentes foram confirmados, são eles: Marcus Buchecha (Checkmat); Leandro Lo ( NS Brotherhood); André Galvão (Atos); João Gabriel (Soul Fighters); Ricardo Evangelista ( GF Team); Dimitrius Souza (Alliance) e Marcio Cruz; conhecido como ‘Pé de Pano’ (Marcio Cruz BJJ).

A IBJJF Black Belt Pro League Heavyweight Grand Prix acontece em Las Vegas neste sábado, dia 26 de agosto, começa às 7h (pm) e terá transmição ao vivo pela FloGrappling.

Por Fabi Campos, em 22 de agosto às 18h

Professor e alunos do projeto Lutando pelo Bem/Academia Cícero Costha Manaus buscam renovação de títulos na Copa Brunocilla de Luta Livre Esportiva

Por: Lorena Furtado

Há seis anos na capital amazonense, o projeto social Lutando pelo Bem, do professor Luiz Henrique, responsável pela Academia Cícero Costha Manaus, vem formando atletas e ensinando, por meio das artes marciais, crianças, jovens e adultos a tornarem-se cidadãos de bem e preparados para a vida.

O projeto, que está localizado no bairro Raiz, zona Sul da cidade, conta com a participação de 48 lutadores, entre homens e mulheres das mais diversas categorias, que participam das competições voltadas para o jiu-jítsu e a luta livre esportiva, sendo estes ensinados pelo professor Luiz Henrique, que é faixa preta das duas modalidades.

Projeto promove o ensino de artes marciais como jiu-jítsu e luta livre, e já é bastante conhecido em Manaus. (Foto: Acervo pessoal da academia)

Dentre os destaques da academia estão os atletas Ronaldy Santana, 17, e Carlos Ezequiel, 16, ambos graduados com a faixa azul. Os adolescentes treinam no local desde o começo de suas atividades e já possuem diversas conquistas, sem contar com o título de melhores do ano em suas categorias, reconhecidos pela Federação Amazonense de Luta Livre e Submission (Fasub). De acordo com o professor Luiz Henrique, o L.H., restam dois campeonatos para que seus atletas conquistem novamente esse feito.

“Estamos nos preparando para a Copa Brunocilla de Luta Livre Esportiva. A competição vale ponto para o ranking dos melhores do ano. Tanto o Ronaldy quanto o Carlos Ezequiel já ganharam duas das quatro disputas que definem essa conquista, que foram a Copa Norte/Nordeste de Submisson e a Copa Brasil de Luta Livre Esportiva. Fora o próximo campeonato, resta o Amazonense de Submission para então consagrarmos mais essas duas vitórias para nossos atletas”, explicou o professor Luiz Henrique.

Carlos Ezequiel (sentado) e Ronaldy Santana (terceiro atleta da esquerda para a direita, em pé), em treino realizado na academia, coordenado pelo professor Luiz Henrique (ao centro). (Foto: Acervo pessoal da academia)

E como exemplo para os atletas do projeto, não serão apenas os alunos que deverão mostrar seus ensinamentos. Para a próxima competição, o mestre também estará participando como lutador e buscará o seu terceiro título como melhor do ano em sua categoria e o quarto no campeonato.

A Copa Brunocilla de Luta Livre Esportiva, organizada pela Fasub, será realizada no próximo domingo, dia 17, a partir das 9h30, no Ginásio João do Peso, localizado na Rua General Glicério, bairro Cachoeirinha, zona Sul de Manaus.

Copa Brunocilla será realizada no próximo domingo, no bairro Cachoeirinha. (Foto: Divulgação)

Clube da Caixa recebe Manaus Vikings Futebol Americano no dia 16 de setembro

Com o objetivo de promover a prática esportiva competitiva, através de projetos sociais somando com a inclusão de atletas da comunidade em geral, os Vikings realizam palestras em escolas, participam de eventos beneficentes e promovem campanhas para ajudar causas distintas. Na ocasião, esta será a primeira edição de um dos maiores eventos que pretende concretizar mais dois espetáculos até o final deste ano.

 O Manaus Vikings Futebol Americano (MVFA) acontecerá às 15:00h do sábado, dia 16 de setembro, na Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal (APCEF), localizado na avenida Efigênio Sales, 1005, bairro Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul da cidade, ao lado do Tribunal de Contas do Estado (TCE/AM).

De acordo com Paulo Penela, presidente do MVFA, o evento consiste de uma série de testes (conhecidos como combine) que visam avaliar aptidões físicas e atléticas dos candidatos de forma a promover sua entrada na equipe de futebol americano. Este tryout é o primeiro evento oficial da equipe e conta com o apoio da Federação de Futebol Americano do Amazonas – FEFAAM, na figura de seu presidente Anchieta Montefusco.

 

“Esse brilhante projeto teve início em dezembro de 2016 com uma simples brincadeira entre amigos que gostavam e simpatizavam desse esporte e sempre tiravam um dia para se reunir e jogar partidas. Após algum tempo e com a chegada de cada vez mais pessoas para participar desta brincadeira, observamos a oportunidade de criar um time competitivo para disputar tanto o campeonato estadual quanto, no futuro, possíveis campeonatos nacionais”, finalizou o presidente Penela.

Atualmente os treinos dos Vikings acontecem no campo do Conjunto Oswaldo Frota,bairro Cidade Nova, zona Norte de Manaus. O local foi concedido através do apoio da vereadora Joana D´arc (PR). A diretoria do clube é composta por 8 membros: Paulo Penela, Márcio Santana, Erinaldo Viana, Leonardo Braga, Marcelo Ramos, Murilo Stone, Erikbleno Brelaz e Pedro Filho.

 

 

Contato diretoria dos Vikings : (92) 98172-2254 Paulo Penela

 

 

Por Fabi Campos, em 30 de agosto, ás 16h30

 

Esplendido, prestigioso e dominante: DJ Jackson, o novo Rei dos Médios entra para história da Copa Podio

Por Fabi Campos em 17 de agosto, as 18h55

No último sábado, 12, em plena floresta amazônica, a 5ᵃ edição da Copa Podio de Jiu-jitsu, revelou, para os expectadores e público que prestigiou o grande espetáculo, o novo Rei do Grand Prix dos Médios que entra para a história do circuito profissional de competições. O faixa-preta da equipe Lloyd Irvin, DJ Jackson (EUA), venceu a fase de grupos chegando na final contra Fellipe Andrew (Zenith), que subiu ao pódio como vice-campeão. Em terceiro lugar ficou Gustavo Braguinha (BRA) e William Dias (BRA), brasileiro que representa a Austrália, se consagrou em quarto.

Quem estava presente na noite da estreia que deu o que falar, viu de perto o americano conhecido como um dos concorrentes mais bem-sucedidos da Team Lloyd Irvin mostrar seu talento e levar o público manauara balançar as arquibancadas. Vencendo nas vantagens, Jackson eliminou Braguinha nas semifinais onde na mesma noite Felipe Andrew finalizou William Dias com uma bela chave de pé e garantiu a vaga na decisão. Por final, o estadunidense DJ Jackson teve vitória por 4 a 0.

Confira os resultados:

 

GP dos Médios

Campeão – DJ Jackson (EUA)
Vice – campeão – Fellipe Andrew (BRA)
Terceiro lugar – Gustavo Braguinha (BRA)
Quarto lugar – William Dias (BRA)

Superluta
Isaque Bahiense derrotou Espen Mathiesen na punição

Caboclos x Pantaneiros

Xande Ribeiro (AM) e Roberto Cyborg (MS) empataram
Paulo Azambuja (MS) finalizou Eduardo Inojosa (AM) com um estrangulamento
André Júlio (AM) derrotou Adley Lobato (MS)
Fernandinho Vieira (AM) e Marcel Gonçalves (MS) empataram