Notícias

Peneira do Projeto “Atletas de Cristo” reúne cerca de 100 atletas em busca de um sonho

Cerca de 100 garotos entre 12 e 18 anos de idade participaram, na manhã deste sábado, dia 21, de uma peneira, organizada pelo Projeto Social Atletas de Cristo. A seletiva realizada no estádio Ismael Benigno (Colina), localizado na zona Oeste de Manaus, contou com a presença do empresário e ex-jogador de futebol profissional, Tinho. Os atletas participantes Carlos Lucas, 16, e Vitor Silva, 11, foram os jovens atletas pré-aprovados, durante a observação técnica do olheiro oficial, para fazer o teste em diferentes clubes do Rio de Janeiro.

Fotos: Portal No pódio

De acordo com ex-zagueiro, Tinho, o objetivo da Peneira é dar oportunidade para que os atletas sejam avaliados em outros clubes do país. “ Eu percorro vários Estados do Brasil, buscando talentos para fazer testes em clubes maiores, mantendo sempre aquele bastante cuidado e atenção no processo de escolha, pois estamos lidando com os sonhos dos garotos. Muito jovem tem esse desejo de seguir a carreira e a peneira é uma oportunidade para eles. Eu comecei no futebol com 13 anos e passei por quatro peneiras, mas não desisti do objetivo que eu tinha e consegui chegar ao futebol profissional”, explicou o esportista.

Fotos: Portal No pódio

A iniciativa do evento faz parte do Projeto Atletas de Cristo que atua há 15 anos em Manaus e no interior do Amazonas, atendendo crianças e adolescentes na faixa etária de sete a 18 anos. De acordo com o coordenador do Atletas com Cristo, Lúcio Silva, o projeto social alcança a capital e o interior do Estado do Amazonas. “Nós temos 14 polos em cada município do interior do Amazonas e em dez bairros de diferentes regiões da cidade de Manaus, levando oportunidades aqueles jovens que sonham em ingressar na carreira futebolística. Quem perdeu essa oportunidade da peneira pode acompanhar as redes sociais do projeto que ainda esse ano, no mês de setembro, estaremos realizando fazer outra seletiva”, concluiu Lúcio.

Fotos: Portal No pódio

 

Por Greici Fernandes

 

Tetracampeão mundial de Jiu-Jítsu, Rodolfo Vieira ministra seminário em Manaus

No próximo dia 5, Manaus receberá um dos principais nomes de Jiu-Jítsu do mundo, o faixa-preta Rodolfo Vieira, para a realização de um seminário no CT X-Fight, localizado na Rua 21 de abril, no São Jorge, às 18h30. O evento é aberto para todas as faixas e academias e as inscrições estão sendo realizadas nas lojas Truda Kimonos, no Manôa e Praça 14 ou através do telefone (92) 98206-2058. O investimento é de R$ 100.

Agora lutador de MMA pelo banner russo ACB, Rodolfo Vieira trará em seu conteúdo dicas sobre a vida de atleta, técnicas de luta e demonstrações de golpes em duas horas de seminário. “Vai ser um encontro bem legal e didático. Espero a galera da arte-suave de Manaus em peso”, afirma o lutador.

Segundo um dos organizadores do evento, Alexandre Gomes, o seminário é uma oportunidade única de se aprofundar no esporte com o auxílio de um grande campeão. “O Rodolfo é um cara diferenciado no Jiu-Jítsu. Com estilo único, com certeza suas lições serão benéficas para os praticantes em Manaus”, avalia.

Histórico

Rodolfo Vieira foi quatro vezes campeão mundial pela International Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF), uma vez pelo ADCC, e três pelo campeonato mundial em Abu Dhabi. Está invicto no MMA com três lutas, sendo duas vencidas por finalização e uma por nocaute técnico.

4ª edição da Taça Cidade Manaus de Handebol terá início neste fim de semana (21 e 22), no ginásio Renné Monteiro

Neste fim de semana (21/04 e 22/04), a partir das 8h, começa a 4ª edição da Taça Cidade Manaus de Handebol 2018, no ginásio poliesportivo Renné Monteiro, na avenida Constantino Nery, bairro São Geraldo, zona centro-sul de Manaus. O evento é promovido pela Liga de Handebol do Amazonas (Liham) e conta com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). A competição será aberta ao público e contará com equipes da capital e do interior.

O torneio envolverá escolas, associações e clubes. As equipes não precisarão estar federadas pela Liham, de modo que o objetivo do evento é movimentar a participação massiva de atletas no Estado e promover  o esporte como um todo. A primeira rodada da competição será neste fim de semana (21 e 22/04) e se estende pelos dias 28 (sábado) e 29/4 (domingo), com as partidas finais marcadas para o dia 1º/5 (terça-feira).

De acordo com o presidente da Liham, Auricélio Andrade, o campeonato, tradicional na cidade, contará com as categorias Infantil, cadete e Juvenil, nos naipes feminino e masculino. “O esporte só sobrevive com as categorias de base, então o importante é fomentar essa prática, porque sem ele, a modalidade está fadada ao enfraquecimento. Me alegra saber que existem bastantes equipes no Estado, logo teremos um futuro bem promissor no handebol amazonense e a tendência é melhorar cada vez mais”, afirmou.

O secretário da Sejel, Manoel Almeida, parabenizou a Liham pela competição e convidou o público para prestigiar os jogos. “A Liga de Handebol vem fazendo um trabalho sério e muito organizado, esse evento, com equipes da capital e do interior, é mais um exemplo do quanto o handebol está crescendo no Amazonas. Desejo sucesso a todos os participantes e desde já convido o povo amazonense para torcer no Renné Monteiro”, comentou.

Ao todo, 33 equipes foram inscritas, sendo nove pela categoria Infantil (cinco femininas e quatro masculinas), dez pela categoria Cadete (cinco femininas e cinco masculinas) e 14 pela Juvenil (quatro femininas e dez masculinas). Serão mais de 70 jogos ao longo do campeonato, que premiará com troféus e medalhas os três primeiros lugares de cada categoria.

FOTOS: MAURO NETO/SEJEL

 

Com direito a quebra de recorde, paratletas amazonenses conquistam quatro medalhas na 2ª Fase Nacional de Halterofilismo

Com dois ouros, duas pratas e quebra de recorde, paratletas amazonenses conquistaram quatro medalhas na 2º Fase Nacional de Halterofilismo do Circuito Brasil Loterias Caixa, ocorrido no período de 12 a 15 de abril, na cidade de Goiânia (GO). A equipe faz parte do Centro de Treinamento e Alto Rendimento da Amazônia (CTARA) e contou com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). Ao todo, seis paratletas participaram da competição.

De acordo com o presidente da Federação de Esportes Paralímpicos do Amazonas (Fepam), Getúlio Filho, que também é técnico da equipe, a preparação foi bastante intensa. “Os trabalhos se iniciam às 7h30 e finalizam às 10h30, de segunda à sexta-feira. A academia é do Comitê Paralímpico Brasileiro e possui todas as adaptações necessárias para os treinamentos de nossos atletas. Tivemos um bom resultado na competição e agora vamos focar nos próximos desafios”, disse.

Dobradinha – O paratleta Lucas Santos, de 16 anos, competiu na categoria até 49kg e trouxe na bagagem duas medalhas de ouro. “Estou muito feliz com mais estas conquistas e a sensação que tenho é que o trabalho que estamos fazendo realmente está valendo à pena. Espero que continuemos nessa trajetória e a partir de agora vou começar a preparação para a 3º fase Nacional de Halterofilismo, que será em junho”, afirmou.

Confira o resultado da 2º Fase Nacional de Halterofilismo do Circuito Brasil Loterias Caixa:

– Lucas Santos (até 49kg), obteve o 1º lugar Júnior, levantando 105kg, batendo o recorde das Américas Júnior e Brasileiro Júnior e 1º lugar Adulto, com a marca de 105kg.

– Davi Lemos (até 59kg), 5º lugar e estreiando na competição e fazendo sua melhora marca, 85kg.

– Vanessa da Silva (até 65kg), conquistou o 4º lugar, levantando 50kg e fazendo sua melhor marca na competição.

– Najara Bentes (até 65kg), faturou o 2º lugar, levantando 65kg e conquistando a classificação para o cameponato brasileiro da modalidade.

– Daniel Ferreira (até 72kg), conquistou o 2º lugar na categoria Júnior ao levantar 82kg.

– Carlos Cézar (até 72kg), que não obteve resultado nesta competição, mas já está classificado para o Brasileiro Paralímpico da modalidade.

CONTATO: Getúlio Filho 98105-8405

FOTOS: MAURO NETO/SEJEL

Agno Junior substitui Arlison Kiki no Jungle Classic Jiu-Jitsu

O faixa preta de jiu-jitsu, Agno Junior (Team Cardoso) foi escalado para enfrentar Amois Lira (Omar Salum), no Jungle Classic Jiu-Jitsu, marcado para o dia 1 de junho, a partir das 19h, no Jevian Festas e Eventos, localizado na Rua Rio Javari, nº 788, Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul de Manaus.

Agno substituirá Arlisson Kiki, que deixa o card do evento, em virtude de um convite que recebeu para ministrar aulas de jiu-jitsu no período de dois meses, na academia Kimura Noumea, na Nova Caledônia.

Essa será a segunda vez que Agno Junior e Amois Lira se enfrentam. Na primeira, os atletas tiveram um combate sem quimono, que resultou na vitória de Agno. “Nós lutamos quando eu era faixa marrom e eu ganhei dele. É uma honra voltar a competir e substituir um lutador de peso. Agradeço ao Bosco pelo convite e o público pode esperar para ver um jiu-jitsu diferenciado e puro”, explicou.

Ingressos

Os ingressos ao preço de R$ 100 cadeira vip e R$ 1.000 mesa com quatro lugares, podem ser adquiridos na sede da Federação Amazonense de Jiu-Jitsu Profissional (FAJJPRO), localizada na Rua C-10, n. 1490, bairro Japiim 2. Informações: (92)

Confira o card:

– Orley Lobato (Orley Lobato) VS Luis Pinto (HBJ)

– Charles Bastos (Charles Bastos BJJ) VS Celio Pedrosa (Academia Live)

– Mauricio Titão (HBJ) VS Daniel Freitas (N.U. Freitas)

– Cid Cley (Valois) VS José Augusto (Orley Lobato)

– Rodolfo Sant’Anna (Bronx/TTG) VS Cleudo Caldas (Pina)

– Zacarias Neto (AJ Jiu-Jitsu) VS Rogerio Ribeiro (Luis Neto)

– Emerson Carvalho (Orley Lobato) VS Matheus Segadilha (Monteiro)

– Marcio Pontes (N.U.MPBJJ) VS Eduardo Ramos (equipe 7)

– Amois Lira (Omar Salum) VS Agno Junior (Team Cardoso)

– Junior Cardoso (Team Cardoso) VS Mario Bingola (Mario Bingola JJ)

– Marcos Valle (Paulo Coelho) VS Alessandro Guimarães (Manifight JJ/Brother AmazonJJ)

– Fredson Alves (Ribeiro JJ) VS Péricles Júnior (Anibal)

Para Panda, Série D é a competição mais difícil do ano

Por: Emanuel Siqueira

Um dos destaques do Manaus FC na temporada, o volante Márcio Panda é categórico ao afirmar sobre as dificuldades que o clube enfrentará no Campeonato Brasileiro da Série D de 2018. E o primeiro desafio do bicampeão amazonense é neste sábado, a partir das 16h30, contra o  Baré-RR, em Boa Vista.

“Cada competição é uma história e, sem dúvida, a Série D é mais difícil. Temos que esquecer tudo o que já passou na temporada e focar somente nesse campeonato que tem características próprias”, destacou o ex-atleta do CSA de Alagoas.

Panda está no Gavião do Norte desde dezembro, quando se apresentou junto com os reforços deste ano. Chegou, tomou conta da posição, fez excelentes partidas na Copa Verde e Copa do Brasil, além de ter sido bicampeão estadual como protagonista. Parte da meta traçada pela diretoria foi cumprida, mas o sonho de consumo é mesmo o acesso à Série C.

“Nossa equipe vem trabalhando forte em busca desse objetivo maior que é o acesso, mas sabemos que não será fácil. Estrear bem em Boa Vista será muito importante para o grupo”, disse Panda, um dos homens de confiança de Igor Cearense no meio de campo.

Em sua primeira participação na Série D, o Manaus FC integra o Grupo A1, ao lado do Rio Branco-AC, Baré-RR e Macapá-AP. O primeiro jogo em Manaus acontece no dia 29, às 16h, na Arena da Amazônia, contra o representante do Amapá.

A Quarta Divisão do futebol brasileiro tem 68 clubes participantes em 2018, mas apenas quatro subirão para a Terceira Divisão de 2019.

Atleta da Luta Olímpica se prepara para o Mundial Escolar em Marrocos

 No próximo dia 2 de maio, a atleta Ketellen Regina Fernandes, 16 anos, representará o Amazonas no Mundial Escolar de Marrocos pela modalidade Luta Olímpica, categoria 43 quilos. Ela garantiu a classificação ao vencer a seletiva realizada no mês de março, em São Paulo (SP). A lutadora, que faz parte da Federação Amazonense de Luta Livre Esportiva e Luta Olímpica (Falle) e do Centro de Treinamento de Alto Rendimento do Amazonas (Ctara), conta com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Ketellen pratica luta olímpica há cinco anos, o primeiro contato com o esporte foi nas aulas do Centro de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, no bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus. Destaque da modalidade no Amazonas, ela vai encarar pela primeira vez um torneio internacional. “Será a minha primeira vez em um Mundial, estou bastante ansiosa, mas sigo focada nos treinamentos. Sei que será uma disputa muito difícil, mas não impossível. Como sempre, darei o meu máximo para alcançar o resultado positivo e voltar para casa com uma medalha no peito”, comentou a atleta.

E para chegar ao pódio, Ketellen tem se dedicado inteiramente aos treinos, tanto que terá que se ausentar das aulas do Colégio Militar por pelo menos três semanas. “Eu chego a treinar seis horas por dia, manhã, tarde e noite, entre treinos específicos e musculação. Consegui a liberação da escola por ter notas boas, mas assim que voltar terei que recuperar tudo o que perdi. É bem difícil conciliar o treinamento com os estudos, mas com esforço e dedicação a gente sempre consegue”, completou a lutadora, que cursa o 2ª ano do Ensino Médio.

Na seletiva do mês passado, a amazonense superou atletas de São Paulo, Goiás e Sergipe. No mundial o objetivo será passar pelas lutadoras do Japão, além das americanas. “As meninas do Japão são muito fortes, as dos EUA também, mas com certeza um confronto com as atletas do Japão é sempre mais complicado”, disse.

De acordo com o treinador da atleta, Anderson Alves, será a primeira vez que o Amazonas terá uma representante da luta olímpica no Mundial Escolar, por isso, para ele a quinta colocação será um excelente resultado. “Óbvio que a Ketellen tem condições de brigar por medalha, mas se ficar entre as cinco melhores do mundo já será maravilhoso, principalmente porque será a primeira vez que teremos um representante da luta olímpica. Se ela cair em uma chave menos complicada, com países latinos, também pode facilitar”, afirmou o treinador.

Para o secretário da Sejel, Ketellen já é uma campeã e é exemplo de dedicação para crianças e jovens do Amazonas. “Ketellen é uma grande inspiração, tenho certeza de que ela fará uma excelente participação no Mundial e independentemente do resultado, já é uma vitoriosa e merece todo o nosso apoio e incentivo”, pontuou.

FOTOS: MAURO NETO/SEJEL

Arlisson Kiki revela o motivo pelo qual não lutará o Jungle Classic

Escalado para enfrentar Amois Lira, no Jungle Classic Jiu-Jitsu, marcado para o dia 1 de junho, em Manaus, Arlisson Kiki anunciou o motivo pelo qual não poderá participar do evento. O faixa preta recebeu o convite para ministrar aulas na academia Kimura Noumea, na Nova Caledônia.

“Fico um pouco triste em deixar o card desse grande evento. Eu já estava treinando forte, mas conversei com o Bosco e quero muito participar da próxima edição. Não posso deixar passar essa oportunidade de levar o jiu-jítsu amazonense pelo mundo, mostrar a força que temos”, comentou o representante da Kimura.

 

Jungle Classic vai trazer confronto entre veteranos do  Jiu-Jitsu

Eles fizeram história no jiu-jitsu. Conquistaram títulos, disseminaram a arte suave no Amazonas e colocaram o Estado em evidência. Os lutadores veteranos serão homenageados no Jungle Classic Jiu-jitsu, marcado para o dia 1º de junho, a partir das 19h, no Jevian Festas e Eventos, localizado na Rua Rio Javari, nº 788, Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul de Manaus.

O clássico do Brasilian Jiu-jitsu vai reunir algumas das maiores lendas vivas do jiu-jitsu amazonense e contará com um card de 12 lutas. Os atletas escalados para lutar no Jungle Classic, foram selecionados por um grupo de lutadores faixas-pretas, chamados de ‘Geração de ouro’.

Em uma das lutas mais esperadas, o líder da N.U.MPBJJ, Márcio Pontes, 41, vai encarar Eduardo Ramos (Equipe 7). Essa será a segunda vez que os atletas se enfrentam, na primeira, Eduardo que era estreante na faixa preta, acabou levando a vitória por 2 pontos. “Gostei da iniciativa do Bosco, de reunir este grupo seleto de lutadores que revolucionou o jiu-jitsu moderno entre os anos 1990 a 2000. Espero mostrar o melhor do jiu-jitsu profissional”, declarou.

Para Luis rocha, 49, que enfrentará Orley Lobato,  voltar aos tatames para competir, é relembrar os bons tempos. “Fiz grandes lutas, mais teve uma especial, onde lutei com o Marcelo Palmito, da Academia Monteiro. Todos falavam que ele era imbatível, eu fui lá e consegui vencê-lo. Foi uma honra lutar com esse Guerreiro”, destacou.

Para o professor de jiu-jitsu, Cleudo Caldas, 41, o combate contra Rodolfo Sant’Anna, no Jungle Classic, vai servir para inspirar os alunos nas diversas competições. “Me sinto honrado com o convite para participar deste grande evento. O fato de lutar para os meus alunos verem, me deixa ainda mais motivado. A expectativa é grande para fazer uma boa luta e lógico buscar a vitória”, explicou.

Cleudo, possui uma academia filiada ao Clube Pina, localizada no condomínio Eliza Miranda, onde dá aulas para aproximadamente 70 alunos, entre crianças e adultos. “Fomos praticamente adotados pela grande família Agenor Alves, através do mestre Pina e Ulisses Paixão”, revelou.

De acordo com o idealizador do evento, Bosco Jr., o objetivo é resgatar a história do jiu-jitsu amazonense, reunindo lutadores renomados para mostrar a nova geração, o jiu-jitsu de raiz. “ O Jungle Classic vem para mostrar quem foram os atletas que fizeram história no Amazonas. Vamos abrilhantar este evento com esses veteranos dando show”, relatou.

Ingressos

Os ingressos ao preço de R$ 100 cadeira vip e R$ 1.000 mesa com quatro lugares, podem ser adquiridos na sede da Federação Amazonense de Jiu-Jitsu Profissional (FAJJPRO), localizada na Rua C-10, n. 1490, bairro Japiim 2. Informações: (92)

Confira o card:

– Orley Lobato (Orley Lobato) VS Luis Pinto (HBJ)

– Charles Bastos (Charles Bastos BJJ) VS Celio Pedrosa (Academia Live)

– Mauricio Titão (HBJ) VS Daniel Freitas (N.U. Freitas)

– Cid Cley (Valois) VS José Augusto (Orley Lobato)

– Rodolfo Sant’Anna (Bronx/TTG) VS Cleudo Caldas (Pina)

– Zacarias Neto (AJ Jiu-Jitsu) VS Rogerio Ribeiro (Luis Neto)

– Emerson Carvalho (Orley Lobato) VS Matheus Segadilha (Monteiro)

– Marcio Pontes (N.U.MPBJJ) VS Eduardo Ramos (equipe 7)

– Amois Lira (Omar Salum) VS Agno Junior (Team Cardoso)

– Junior Cardoso (Team Cardoso) VS Mario Bingola (Mario Bingola JJ)

– Marcos Valle (Paulo Coelho) VS Alessandro Guimarães (Manifight JJ/Brother AmazonJJ)

– Fredson Alves (Ribeiro JJ) VS Péricles Júnior (Anibal)

 

Manaus recebe o Campeonato Brasileiro de Judô – Regional 1 na próxima semana

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) realiza em Manaus, de 27 (sexta-feira) a 29 (domingo) de abril, a partir das 9h, o Campeonato Brasileiro de Judô – Regional 1, na Arena Poliesportiva do Amazonas (Amadeu Teixeira) Flores, zona centro-sul da cidade. A competição, que vai reunir atletas de estados do Norte e Nordeste do País, conta com o apoio do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Além de reunir atletas nos naipes masculino e feminino nas categorias sub-13, sub-15, sub-18, sub-21 e sênior, os três primeiros colocados receberão medalhas. Os melhores judocas do sub-13 e sub-15 estarão classificados para a etapa nacional do torneio. Já os inscritos no sub-18, sub-21 e sênior somarão pontos para o ranking nacional dessas categorias, de acordo com os regulamentos de cada classe.

Com 146 inscritos no Regional 1, o Amazonas, que foi campeão do Regional de 2017, ocorrido em Belém, vai disputar em casa contra atletas dos estados de Roraima, Amapá, Pará, Maranhão, Piauí e Ceará. Outro estado que promete mostrar força na modalidade é o Maranhão que já conta com 80 atletas inscritos para disputa. Durante os três dias de competição, aproximadamente, 500 atletas passarão pela Arena.

Judô em ascensão – Segundo o presidente da Federação Amazonense de Judô (Fejama) Aldemir Duarte, com pouco atletas, o Amazonas conseguiu ser campeão no Regional ano passado e levando em consideração a ascensão que o judô vem mostrando, bem como o número de atletas inscritos, a intenção é fazer uma boa competição e sagrar o bicampeonato.

“Esta competição acontecendo aqui é muito importante para nós, pois podemos colocar uma grande equipe para disputar. Ano passado, conseguimos ser campeões e tínhamos um time bastante reduzido. Nossa expectativa é fazer uma boa competição, ser bicampeão e mostrar o porquê de sermos o 6º estado no ranking nacional do Judô”, disse.

Mais informações: Aldemir Duarte – 99171-3453

FOTOS: MAURO NETO/SEJEL