Notícias

Competições dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) iniciam nesta terça-feira (06/08)

A Confederação Brasileira de Desporto Universitária (CBDU) realizou, na noite desta segunda-feira (05/08), a reunião de abertura dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) – Conferência Norte, no Comfort Hotel Manaus, Distrito Industrial, zona sul, para levar todas as informações técnicas referentes a competição e o credenciamento dos participantes. Com a reunião, está tudo preparado para iniciar os jogos, que terão a participação de aproximadamente 800 atletas universitários de 28 instituições de ensino superior público e privado, e contam com o apoio do Governo por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel).

“Os JUBs são uma competição espetacular, onde se revelam grandes atletas. Mais uma vez estamos disponibilizando as nossas praças para que tenhamos uma excelente e justa competição” comentou o titular da Sejel, Caio André de Oliveira.

Os JUBs – Conferência Norte têm a participação dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Maranhão, com as quatro modalidades de quadra (futsal, voleibol, basquetebol e handebol), que serão disputadas na quadra Waldemar Baía, Arena Poliesportiva do Amazonas Amadeu Teixeira, Ginásio Renée Monteiro, além do ginásio do Rio Negro Clube.

Para a presidente da Federação Amazonense Universitária de Desporto (Faud), Lilian Valente, Manaus tem uma excelente estrutura, por isso tem sido escolhida para sediar a competição.

“Poucos estados têm a estrutura que conseguimos ter aqui. Isso conta muito para realizarmos os jogos, além ser uma excelente oportunidade para os universitários desportistas de Manaus, que, afinal, não precisarão se preocupar com viagens, estadia e outras coisas, mas somente em se preparar e fazer uma boa competição”, contou Lilian. “É muita emoção poder realizar este evento em casa, com a presença de todos esses estados, com o envolvimento de todos os atletas, dirigentes, amigos do esporte”, completou.

Os JUBs são o início do sonho de muitos universitários que querem viver do esporte, ser atletas de ponta, de alto rendimento. Maysie Nunes, 19, estudante de Educação Física da Escola Superior Madre Celeste (Esmac) do Pará, faz parte da equipe de handebol e tem grande expectativa para o campeonato. “É sempre motivo de muita alegria podermos chegar a esta etapa regional, nesta cidade tão bacana. Tivemos alguns percalços, mas apesar disso estamos muito confiantes na equipe, esperamos fazer o melhor e chegarmos a etapa nacional”, afirmou a jogadora.

Apoio do Governo – O vice-presidente da CBDU, Alim Maluf Neto, destacou o apoio do Governo do Amazonas para a realização dos JUBs, segundo ele um fator essencial para o bom andamento da competição.

“Estamos pelo terceiro ano consecutivo realizando competições da CBDU aqui na capital. Isso porque a estrutura é muito boa, além de todo o apoio que temos, inclusive do Governo, na liberação das praças esportivas, o que é impreterível para termos um bom JUBs”, destacou.

Alim lembra ainda que os estudantes poderão conhecer uma cidade mágica e turística. “Manaus é uma cidade espetacular, os estudantes adoram vir aqui e vislumbram tudo. O rio Negro, o Solimões, o Encontro das Águas, tudo abrilhanta esta edição”, concluiu.

Fases – Desde o ano passado, os JUBs passaram a ser realizados em três fases. Em Manaus, a fase estadual ocorreu de 1º a 31 de maio. Esta etapa regional segue até o sábado (10/08). As equipes classificadas participarão da fase nacional, que será realizada de 21 a 28 de outubro em Salvador (BA).

FOTOS: Mauro Neto/Sejel

Nocautes e finalizações marcam a primeira edição do Skull Champions

Com 10 super combates de artes marciais mistas, o bairro Novo Israel, na zona norte de Manaus, recebeu no último sábado (27/07), a primeira edição do Skull Champions. O evento, que foi chancelado pela Comissão Atlética de MMA do Amazonas (Camma-AM), contou ainda com a apresentação feita pelo announcer Billmar Pereira, considerado o melhor do Brasil pelo prêmio Osvaldo Paquetá 2018.

Com o objetivo de mostrar à população que a Polícia Militar do Amazonas (PMAM) possui na corporação atletas de alto e bom nível no MMA, o cabo da PMAM e idealizador do Skull Champions, Carlos Belém, falou sobre o surgimento da competição e o sucesso resultante da primeira edição do evento.

“Sou atleta de MMA e sempre quis fazer algo pelo esporte, foi então que decidi investir em algo que iria promover a modalidade e os colegas de farda. Dessa forma o Skull Champions surgiu, trazendo um card variado, entre lutadores civis e policiais militares. Graças a Deus tivemos um resultado bastante positivo e muitas pessoas elogiaram o trabalho. Inclusive, atletas de outros estados já entraram em contato comigo e perguntaram sobre a possibilidade de participação na próxima edição”, ressaltou.

Belém falou ainda sobre a montagem do card para a primeira edição e a participação do público. “Tudo foi planejado e ocorreu dentro do esperado. O público rotativo foi de aproximadamente 400 pessoas e a comunidade teve uma excelente participação, tendo em vista este ter sido o primeiro evento de MMA no bairro Novo Israel. Além disso o card foi montado com muitos critérios. Eu, como atleta da modalidade, sempre estou participando de eventos e busquei dar oportunidade às equipes e atletas que se mostraram comprometidos e que vem se destacando no MMA”, explicou.

Representação – A única luta feminina da noite foi entre as atletas Ana Carla (Paixão Farias) e Gilsely Perêa “Gilborg” (Nak Su Brunocilla). Com um minuto e 26 segundos de combate, “Gilborg” levou a melhor e, após um knockdown sobre a adversária, aplicou um mata-leão que definiu a luta. Lutadora de Benjamin Constant, a 1.118 quilômetros de Manaus, a atleta garantiu a oitava vitória de seu cartel por finalização.

 

Novidade – De acordo com Belém, a 2ª edição do evento será realizada em breve. “Já estamos trabalhando e avaliando uma data para a 2ª edição do evento, que virá com muitas novidades. Dentre elas estarão a possibilidade de disputas de cinturão em outras categorias e a participação de atletas de outros estados. Faremos o que estiver ao nosso alcance para que o evento se firme no calendário esportivo do estado e possa ser um dos melhores eventos da modalidade. Esse é o objetivo, permitir que a polícia militar possa estar lado a lado com a população e trabalhar para que o esporte seja desenvolvido como um todo”, finalizou.

Destaque – Entre as lutas mais esperadas da noite estava a do sargento do Batalhão de Choque da PMAM, Anderson Santos, o “Choque”. Representante da academia SD System Checkmat, o lutador falou sobre a preparação para o duelo. “Tive uma preparação bem intensa. Todos na academia me ajudaram e fui preparado para lutar tanto em pé quanto no chão. Eu estou muito satisfeito com o resultado. Treinei para dar show e acredito que consegui. Foi o único nocaute da noite e isso não tem preço”, afirmou.

Com sete vitórias em 10 lutas, “Choque” estreou no MMA em 2013, aos 27 anos, contra o ex-lutador do Ultimate Fight Championship (UFC), o manacapuruense Ronys Torres. Para ele, a vitória no Skull Champions foi fruto de muito foco. “Estava verdadeiramente determinado a dar o meu melhor dentro do octógono. Mesmo com as dificuldades nos treinos, por conta do meu trabalho e de outros fatores do cotidiano, venci o cansaço e fortaleci o meu corpo e a minha mente para me preparar para esta batalha, e venci”, explicou ele, que já está em busca de novos desafios.

“Faturei o cinturão do Skull Champions na categoria 70kg e espero poder lutar novamente, dessa vez, na categoria 66kg. Vou continuar treinando com o meu mestre Sammy Dias, que é o meu grande exemplo. Acredito que ainda terei muitos combates em minha carreira e sei tudo só depende da minha determinação e força de vontade, e eu vou chegar lá”, profetizou o atleta.

Resultados – Confira os resultados da primeira edição do Skull Champions.

Skull Champions I

Luta 1

Laylson Marinho (Tem Sonic) X Solano Silva (Team Gorila)

Vencedor: Solano Silva, por finalização (guilhotina), aos 1’20” do 1° round;

Luta 2

Pedro Silva (Atraídos por Deus / Lion Bruce) X Abdel Lemos (Team Sonic MMA)

Vencedor: Pedro Silva, por intervenção médica;

Luta 3

Jonney Isidoro (Freitas MMA) X Abdel Silva (Guimarães Gold Team)

Vencedor: Jonney Isidoro, por finalização (chave de perna), aos 39″ do 1° round;

Luta 4

Felipe Guerreiro (Nova União MPBJJ) X Vítor Gama (Léo Top Team)

Vencedor: Felipe Guerreiro, por finalização (katagatame), aos 3’09” do 3° round;

Luta 5

Ana Carla (Paixão Farias) X Gilsely Perêa “Gilborg” (Nak Su Brunocilla)

Vencedor: Gilsely Perêa “Gilborg“, por finalização (mata-leão), aos 1’26” do 1° round;

Luta 6

Heglerson “Mata-Boi” (Atraídos por Deus / Nak Su) X Augusto Costa (Cosme Júnior Team)

Resultado: Empate;

Luta 7

Oslione Monteiro (Renovação Coari Team) X Samuel Rocha (Balby Team)

Vencedor: Samuel Rocha, por nocaute técnico, aos 4’43” do 1° round;

Luta 8

Gabriel Fernandes (DGT -Tefé) X Sérgio Ribeiro (Nova União MPBJJ)

Vencedor: Sérgio Ribeiro, por decisão dividida;

Luta 9 – Co-main Event

Victor Castro (Nova União MPBJJ) X Ronildo Cabral (Equipe The House Fight – Coari)

Vencedor: Ronildo Cabral, por decisão dividida;

Luta 10 – Main Event

Anderson Choque (SD Training System) X Samuel Xavier (Leão de Judá / Team Sonic MMA)

Vencedor: Anderson Choque, por nocaute, aos 4’23” do 2° round;

Fotos: Dhy Rodrigues.

 

42ª edição do JEAs tem esportes, cultura e lazer

A agenda extra para os participantes da fase final dos Jogos Escolares deste ano é feita pelo Departamento de Juventude da Sejel, que elaborou um calendário especial para os estudantes  

A 42ª edição dos Jogos Escolares do Amazonas tem sido de grande aprendizado para os alunos-atletas, que, além de disputarem os jogos nas respectivas modalidades, preenchem o tempo com atividades culturais e de lazer. Na última quarta-feira (24/07), a delegação do município de Humaitá, solicitou e foi atendida com o passeio em um dos maiores cartões postais da capital amazonense, o complexo da Ponta Negra, na zona oeste da cidade. Aproximadamente 30 estudantes participaram.

“Mais uma vez, está confirmado que o JEAs não é só esporte. É cultura, é educação, é lazer! E nós não medimos esforços para atender a esses jovens. Estudar e praticar esportes, vale a pena sempre!”, exclama o secretário estadual de Esportes, Caio André Oliveira.

O responsável pelo time de basquete de Humaitá, Antônio Chaves, agradece em nome de toda delegação, a maior dos jogos com 132 pessoas, pelas atividades extras proporcionadas aos alunos. “É fundamental que esses alunos aprendam sobre nossa história. Agradecemos a todos da Sejel que se preocuparam em nos dar lazer educacional com visita ao Teatro Amazonas, ao museu Olímpico do Esporte e agora à Ponta Negra. Não esperávamos essas ações tão enriquecedoras para nossos alunos. Isso é histórico para a vida de todos eles”, afirmou o professor.

Calendário especial – A agenda extra para os participantes da fase final dos Jogos Escolares deste ano é feita pelo Departamento de Juventude da Sejel, que elaborou um calendário especial para os estudantes. “Nossa missão enquanto Governo do Amazonas é garantir um aprendizado amplo, com atividades enriquecedoras para nossas crianças e adolescentes. O Esporte é uma ferramenta poderosa para a Educação, então, tudo o que estamos tentando fazer é enriquecer a vida desses jovens”, explicou o secretário Adjunto de Juventude da Sejel, Adérito Penafort Junior.

 

Manaus começa a receber delegações do interior para a etapa final dos Jogos Escolares do Amazonas

A fase final dos Jogos Escolares do Amazonas (JEAs) vai começar, e as delegações do interior já começaram a chegar na capital amazonense. Na última segunda-feira (15/07), quem desembarcou em Manaus foi a equipe de Nova Olinda do Norte, a 134 quilômetros da capital, que se hospedou na Vila Olímpica com um grupo formado por 75 integrantes, entre atletas, professores e chefe de delegação.

 
“Eu estive na abertura de todos os polos do JEAs, e Nova Olinda deu show de receptividade e fez uma a belíssima festa para dar início aos jogos. É uma delegação que surpreende a cada ano e tenho certeza que está preparada para a fase final da competição”, comentou o secretário da Sejel, Caio André de Oliveira.

O chefe da delegação, Ronilson Duarte, falou sobre a ascensão que o esporte do município vem apresentando desde 2016. De acordo com ele, a participação dos atletas de Nova Olinda do Norte no JEAs aumentou tanto no número de inscritos, quanto no de vencedores por modalidade. Em 2017, apenas o futsal masculino foi classificado, com 12 jogadores. Já em 2018, a delegação foi para a fase final com 45 integrantes. Este ano, mais atletas chegam a Manaus e a cidade tem trazido cada vez mais representantes.

“O esporte tem se desenvolvido bastante em Nova Olinda do Norte. Desde que os gestores passaram a entender a importância da prática esportiva e como ela atua positivamente na vida das crianças e jovens, tirando-os do caminho das drogas e de outras coisas ruins, houve um desenvolvimento enorme nessa área. Para nós, professores, o melhor pagamento é esse resgate a partir do esporte”, ressaltou.

O professor de química Jocemir Ferreira, que veio acompanhando a delegação, lembrou que, para alguns, chegar à fase final da competição já é uma vitória.

 
“É uma oportunidade única na vida de cada um destes atletas. Muitos deles nunca saíram de Nova Olinda do Norte e ao conseguir chegar nesta fase e vir para Manaus, eles já se sentem vitoriosos. Acredito que os atletas vão conseguir se desenvolver bem nas competições e continuar a surpreender”, destacou.

Revelação – A equipe de voleibol infantil feminino da Escola Municipal de Paquequer, comunidade rural de Nova Olinda do Norte, foi a revelação do município durante os jogos realizados no Polo. Participando pela primeira vez do JEAs, o grupo venceu a etapa eliminatória e conseguiu a classificação para a final da competição.

Uma das jogadoras da equipe do Assentamento do Paquequer é a jovem Rayssa Estefany, de 14 anos. Mesmo consciente do aumento da dificuldade na etapa em Manaus, ela falou estar preparada para enfrentar esse desafio.

 
“Sei que estamos escrevendo uma nova página na história do esporte de Nova Olinda do Norte, e isso é muito importante, ainda mais para nós, da comunidade rural. Vencemos as eliminatórias e sabemos que aqui será ainda mais difícil, mas treinamos bastante, estamos preparadas e vamos dar o melhor em quadra”, afirmou.

O chefe da delegação aproveitou a oportunidade e reforçou a torcida.

 
“As meninas são guerreiras. Elas superaram a distância e a si mesmas para estarem aqui e conseguiram. É um momento único para elas, para a cidade e acredito que a vitória será consequência de todo esse trabalho coletivo”, destacou.

Autazes – Na tarde desta terça-feira (16/07), a delegação de Autazes, município distante 108 quilômetros de Manaus, também começou a chegar na capital, com os atletas que irão competir na fase final do JEAs. Os alunos já estão em concentração para a competição.

Abertura – O JEAs, terá início oficialmente nesta quarta-feira (17/07), a partir das 17h, com a cerimônia de abertura da competição, é uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc). A abertura será na Arena Poliesportiva do Amazonas (Amadeu Teixeira), localizada no bairro Flores, zona centro-sul.

FOTOS: MAURO NETO/SEJEL

Com 900 competidores inscritos, Fajje realizará Copa dos Campeões no sábado (03/08)

Com 900 competidores inscritos, será realizada no sábado (03/08), a partir das 9h, a Copa dos Campeões 2019, que terá como palco o ginásio Ninimberg Guerra, localizado no bairro São Jorge, zona oeste de Manaus. O evento, que conta com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel), é promovido pela Federação Amazonense de Jiu-Jitsu Esportivo (Fajje).

 

“A Copa é uma grande oportunidade para esses 900 atletas mostrarem seu potencial e demonstrarem a força do jiu-jitsu amazonense. Este é um esporte que move vários atletas e academias, o que é extremamente importante para o desenvolvimento dessa modalidade no estado”, comentou o titular da Sejel, Caio André de Oliveira.

Com disputas para todos os gostos, a Copa dos Campeões será realizada em todas as faixas etárias e categorias de peso, nos naipes masculino e feminino, com e sem kimono. De acordo com o presidente da Fajje, Luís Neto, este campeonato servirá especificamente para a obtenção de pontos no ranking da federação, que tem por objetivo manter alto e elevado o nível técnico do jiu-jitsu amazonense.

“A expectativa para o evento é fazer com que o esporte possa brilhar e muitos talentos possam ser revelados. Além disso, essa é mais uma forma das academias, professores e agremiações interagirem, para que os atletas se aproximem dos campeões mundiais, entre outros destaques do jiu-jitsu amazonense”, explicou Luís Neto.

O presidente da Fejjam assinala que o Amazonas “é um celeiro de campeões na arte suave”. “Queremos que o atleta possa enxergar a saída dos maus caminhos e ter a certeza de que ele pode conquistar seus sonhos, por meio do esporte”, complementou.

 

Destaque no tatame, o atleta faixa roxa Marfran Diogo Figueiredo, de 18 anos, já está com a inscrição garantida para a competição. Atleta do Clube Pina, ele comentou sobre a preparação para a Copa dos Campeões.

“Sou competidor e sempre luto para ser o melhor do ano da Fajje. Treino todos os dias e minha preparação envolve corrida, exercícios físicos e muito treino específico para chegar da melhor forma possível nas competições. A expectativa para a Copa é a melhor possível, espero fazer boas lutas, impondo o meu jogo sempre e buscando a finalização em todos os combates”, destacou.

Premiação – Serão agraciados com medalhas personalizadas os atletas que alcançarem as três primeiras colocações de cada categoria. Já as academias que ocuparem os 1º, 2º e 3º lugares serão contempladas com troféus e uma premiação em dinheiro nos valores de R$ 1 mil, R$ 500 e R$ 300, respectivamente. Na categoria Absoluto, também haverá premiação em dinheiro para os campeões das faixas azul, roxa, marrom e preta, em ambos os naipes.

FOTOS: Divulgação

Primeiro bicicletário público do Amazonas é na Vila Olímpica de Manaus

A Secretaria de Estado de Juventude Esportes e Lazer inaugurou, nas dependências da Vila Olímpica de Manaus (Dom Pedro), o primeiro bicicletário em espaço público do Amazonas.
A iniciativa tem por finalidade oferecer um local seguro aos usuários para estacionarem as bicicletas, já que não existe ciclovia. O bicicletário suspenso foi instalado na primeira semana de julho e inaugurado no último dia 10.
“É mais uma comodidade que oferecemos aos frequentadores da Vila Olímpica de Manaus. Algumas pessoas que vêm de bicicleta e precisam de um local adequado para estacionarem, agora estão mais tranquilas. A Vila Olímpica é de todos nós, inclusive dos ciclistas”, disse Caio André de Oliveira, secretário da Sejel.

Ainda de acordo com Caio André, estuda-se a possibilidade de as demais praças esportivas administradas pela Sejel (Arena Amadeu Teixeira, Arena Vivaldo Lima, Estádio Carlos Zamith e Estádio Ismael Benigno) receberem bicicletários.

“É uma maneira de nos colocarmos em favor do uso das bicicletas, seja pela saúde das pessoas, seja pela questão ambiental, seja pelo transito urbano. É uma causa nobre e atual. Utilizar bicicleta significa diversos benefícios para a sociedade”, disse o secretário.”Se for preciso, vamos colocar”, completou.

Para Rodrigo Filomeno, o bicicletário da Vila Olímpica de Manaus é uma conquista, representa um incentivo e uma segurança.

“É uma conquista para nós. Antes, as pessoas não tinham onde deixar as bikes, e aí prendiam as mesmas em qualquer local com correntes e cadeados. Mesmo assim eram roubadas, agora tem um local apropriado e seguro. Estamos muito felizes”, comentou o instrutor de SlackLine, que está diariamente na Vila.
Duas das alunas são Beatriz Araújo de 20 anos, e Sabrina Beleza, de 21. As amigas moram na zona leste de Manaus e atravessam a cidade diariamente de bicicleta, para as atividades na Vila Olímpica. Elas comemoram a novidade e agradecem o investimento feito pela Sejel.
“Achei muito legal a ideia de se ter um bicicletário na Vila Olímpica. Isso é muito útil para nós que usamos bicicletas”, afirmou Beatriz. “Gostei muito da ideia e acho que se houvessem bicicletários espalhados em toda a cidade, seria um grande incentivo para utilização das bicicletas como meio de transporte”, concluiu Sabrina.
Fotos: Mauro Neto e Denison Souza / Sejel

Parabadminton do Amazonas conquista seis medalhas em competição nacional

Os paratletas amazonenses Mikaela Almeida, Yasmin Oliveira e Johnatta Gomes conquistaram seis medalhas na II Etapa do Circuito Nacional de Parabadminton 2019, realizada pela Confederação Brasileira da modalidade, entre os dias 19 e 22 de julho, no Centro Paraolímpico Brasileiro, na cidade de São Paulo.

“A equipe do Amazonas, que é oriunda das escolinhas de iniciação esportivas do estado, está de parabéns. Com incentivo ao esporte e dedicação dos atletas, os resultados aparecem”, destacou Adérito Penafort Júnior, secretário Executivo Adjunto de Juventude, da Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel).

Os atletas, que fazem parte do Centro de Alto Rendimento da Amazonas (Ctara), administrado pelo Governo do Amazonas, por meio da Sejel, competiram com mais de 50 atletas de todo Brasil nas categorias principais, cadeirante e andante.

Revelada há três anos pelo núcleo de desenvolvimento de badminton do Ctara, que funciona na Escola Estadual Cacilda Braule Pinto, no bairro Coroado, zona leste da cidade, a paratleta Mikaela Almeida, de 16 anos faturou três medalhas nas disputas, sendo um ouro na categoria Dupla Feminina, uma prata na categoria Individual e um bronze na Dupla Mista. A paratleta disputou pela classe SU5, referente aos jogadores que tem alguma deficiência nos membros superiores.

“Meu desempenho foi muito bom, dei o meu melhor, mas quero melhorar ainda mais meus resultados. Agora o foco é no Parapan-Americano, que vai ocorrer em Lima, no Peru, entre os dias 23 de agosto e 1º de setembro, quero representar bem o Brasil e o Amazonas”, afirmou Mikaela, que vai embarcar no início de agosto rumo à cidade de São Paulo, para se preparar para esta competição internacional. “Estou um pouco nervosa por treinar em outro estado e longe da família, mas sei que será uma experiência importante na minha vida”, revelou.

Alto Rendimento – Quem também trouxe medalhas foi a paratleta do Ctara, Yasmin Oliveira, de 17 anos, que disputou na classe SS6, categoria destinada aos jogadores de baixa estatura, trouxe no peito duas medalhas de ouro, uma da prova Individual e outra da Dupla Mista. Da mesma forma esteve Johnatta Gomes, de 23 anos, da classe SL4, destinada aos jogadores que tem alguma deficiência nos membros inferiores, que levou prata na categoria Dupla Mista.

Agradecimento – “A delegação do Parabadminton Amazonense conseguiu um resultado expressivo e importante. Quero parabenizar o Professor Taffarel, técnico da equipe, e os paratletas, pela dedicação nos treinamentos. E aproveito ainda para agradecer ao secretário Caio, da Sejel, que nos disponibilizou parte das passagens aéreas. O apoio à modalidade é essencial e que venham mais vitórias para o Amazonas e para o esporte”, destacou o presidente da Federação Amazonense de Badminton (FAMBD), professor Ricardo Pina.

FOTOS: Divulgação e AMAURY MORAES/SEJEL.

Etapa Regional dos Jogos Universitários Brasileiros terá início dia 05 de agosto

Pouco mais de uma semana depois dos jogos Escolares 2019, a Vila Olímpica de Manaus abre as portas para mais uma grande competição. Na próxima segunda-feira (05/08), a Confederação Brasileira de Desporto Universitária (CBDU), em parceria com Federação Amazonense Universitária de Desporto (Faud), dará inicio aos Jogos Universitários, fase regional, com participação de aproximadamente 800 atletas universitários, de 28 instituições de ensino superior publico e privado, dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, nas modalidades de basquete, futsal, handebol e vôlei nos naipes masculino e feminino.

A competição vai até 10 de agosto e conta com o apoio do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). “Nos últimos anos, tivemos atletas universitários nas seleções brasileiras. Isso mostra o alto nível dos jogos universitários. O melhor é ver a juventude unindo o esporte com os estudos”, elogia Caio André de Oliveira, secretário da Sejel.

A cerimônia de abertura será às 19h do dia 5, com local ainda a ser definido pela organização do evento. A solenidade vai contar com a presença do vice-presidente da CBDU, Alim Maluf Neto, que estará em Manaus a convite da Federação Amazonense Universitária de Desportos (Faud).

Em 2019, a Faud comemora 60 anos, e a presidente Lilian Valente afirma que a contribuição da entidade para com a sociedade amazonense é histórica, merecedora de reconhecimento e comemoração. “É a federação mais antiga do Amazonas, e a realização desses jogos é um sonho realizado. Temos a certeza que os atletas darão o máximo e a competição será equilibradíssima”, afirmou.

JUBs – Desde o ano passado (2018), os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) são realizados em três fases: estadual, que já ocorreu de 1 a 31 de maio; a etapa regional, que começa no dia 3 e vai até 10 de agosto; e a etapa Nacional, a ser realizada de 21 a 28 de outubro em Salvador (BA). “Para quem gosta de jogos em alto nível, os jogos universitários são a fase mais próxima dos profissionais. Como é na Vila Olímpica de Manaus, toda a comunidade pode assistir”, finaliza Lilian.

Fotos: Divulgação.

Amazonense Luís Neto é hexa no Mundial de Jiu-Jítsu Esportivo

O lutador amazonense Luís Neto, 43, conquistou nesta quinta-feira, 25 de julho, o título de campeão mundial de jiu-jítsu esportivo pela sexta vez. A competição internacional da modalidade acontece no ginásio Mauro Pinheiro, no Ibirapuera, em São Paulo.

Um dos maiores representantes da “old school” da arte suave do Amazonas, Luís Neto se divide entre as competições de alto nível   e as atividades como professor de jiu-jítsu, fazendo a rota Europa-América do Norte. De volta aos combates no  Brasil, ele novamente chegou ao topo do pódio no Mundial organizado pela Confederação Brasileira de Jiu-Jítsu Esportivo (CBJJE).

Caminho do hexa – Luís Neto lutou na categoria Máster 3 pesadíssimo e obteve quatro vitórias para conquistar o hexacampeonato mundial. Ele venceu os atletas Márcio Mendes França (Nova União), Juliano Matias (Alliance/Mário Reis), Luiz Rossini (Rossini Jiu-Jítsu) e André Marola (Nova União).

“Hoje ganhei pela sexta vez o Mundial de Jiu-Jítsu Esportivo Esportivo da CBJJE. Obrigado, Papai do Céu. Obrigado a todos que torcem por mim. Tudo Nosso, Nada Deles! Vamos celebrar hoje, porque amanhã começa todo o sacrifício de novo. Manaus/Amazonas merece ser bem representada. Eu sou de Luta!!!!”, postou o hexacampeão em seu perfil na rede social Facebook.

Copa dos Campeões da FAJJE – Além de ser atleta e professor, Luís Neto é presidente da Federação Amazonense de Jiu-Jítsu Esportivo (FAJJE). A entidade realiza no dia 3 de agosto, no ginásio Bergão, em Manaus, a Copa dos Campeões Gi e No Gi, para atletas de todas as idades e faixas do masculino e feminino. As inscrições custam R$ 50 (um evento) e R$ 80 (dois eventos). Informações: (92) 99117-5444 ou 3088-7710.

 

Texto: Emanuel Mendes Siqueira
Fotos: Divulgação

Fase final dos Jogos Escolares do Amazonas (JEAs), a maior competição do Amazonas, inicia nesta quarta-feira (17/7)

Mais de 8 mil jovens atletas deverão participar das provas em 15 modalidades

Os Jogos Escolares do Amazonas (JEAs), além da importância social e educacional, impressionam pelos números. A competição, com responsabilidade dividida entre as secretarias de Estado de Educação (Seduc-AM) e de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel), executora do JEAs, é de longe a maior realizada no Amazonas. Na fase final, que inicia nesta quarta-feira (17/07), em Manaus, participam mais de 8 mil jovens atletas, em 15 modalidades.

“Milhares de crianças e adolescentes passam por essa experiência todos os anos. Vão para as aulas para poderem participar dos jogos. Dedicam-se aos estudos para poderem jogar o JEAS. Isso é muito significativo, pois ratifica que o JEAs é não apenas um encontro esportivo, mas uma poderosa ferramenta de motivação educacional e social”, destacou o titular da Sejel, Caio André de Oliveira. “O JEAs é grande e é muito importante”, completou.

Ao todo, na fase final, 8 mil atletas participarão das provas em 15 modalidades, em dois naipes (masculino e feminino) e em duas categorias (12 a 14 anos e 15 a 17 anos). Entre as modalidades disputadas estarão Atletismo, Badminton, Basquetebol, Basquetebol 3×3, Futebol, Futsal, Ginástica Rítmica, Handebol, Judô, Luta Olímpica, Natação, Tênis de Mesa, Vôlei de Praia, Voleibol e Xadrez. Haverá ainda as disputas para atletas com deficiência (PCDs), no Atletismo, Bocha, Futsal, Parabadminton e Tênis de Mesa.

Para chegarem aqui, quase 300 mil alunos participaram das fases iniciais, que foram realizadas em todos os municípios do Amazonas e também na capital, por meio de seletivas entre escolas particulares, municipais, estaduais e militares. No interior, os times campeões de cada cidade foram aos jogos nos “polos”, dez no total, nos quais foram definidos os campeões com direito a participação na fase final, a partir desta quarta (17/07).

Ao todo foram investidos R$ 3,1 milhões na competição, recursos garantidos pelo Governo do Amazonas, com previsão orçamentária, para promover, de forma construtiva e inclusiva, o esporte em todo o estado. “Esses recursos são utilizados como investimento, e não como gastos. Estamos construindo uma juventude mais preparada para o futuro com a ajuda dos esportes”, afirma Joniferson Vieira, coordenador de Educação Física e Artes da Seduc-AM.

As delegações que irão participar da fase final do JEAs já estão na capital, hospedadas em oito hotéis, entre eles Taj Mahal, Plaza, Amazônia Tower, Mônaco, Ana Cássia, Panair e Acla, além do Hotel da Vila Olímpica. Ao todo, 356 escolas de 36 municípios disputarão vaga para a etapa Norte (Regional Verde) dos Jogos Escolares da Juventude 2019, a ser realizada em Palmas (TO), no período de 11 a 15 de setembro.

Estrutura – Para os jogos serão utilizados quatro ginásios, dez quadras e dois campos de futebol. “Estamos trabalhando desde o começo do ano para que tudo saia como planejado. Essas crianças e jovens veem no JEAs uma oportunidade de serem grandes atletas e possam representar o estado em competições a nível nacional e até internacional. É uma chance de ouro para muitos, e queremos que eles possam ter uma experiência que só o esporte pode oferecer. Tudo está sendo feito para que esta 42ª edição seja um sucesso, e vai ser”, profetizou Egídio Pinto, coordenador geral dos Jogos.

Abertura – O JEAs, terá início oficialmente nesta quarta-feira (17/07), a partir das 17h, com a cerimônia de abertura da competição, que irá ocorrer na Arena Poliesportiva do Amazonas (Amadeu Teixeira), localizada no bairro Flores, zona centro-sul. A fase final dos Jogos segue até 28 de julho, com a participação de 8 mil alunos de todas as redes de ensino e mil professores.

Locais de provas – Confira abaixo os locais de provas da competição.

Atletismo – Vila Olímpica

Futebol – Estádios Carlos Zamith e Ismael Benigno (Colina)

Futsal – Arena Poliesportiva do Amazonas (Amadeu Teixeira), Centro Educacional Casimiro de Abreu (Cecab) e Vila Olímpica de Manaus

Handebol – Atlético Rio Negro Clube, Escola Municipal Waldir Garcia e Vila Olímpica de Manaus

Vôlei de Quadra – La Salle e Vila Olímpica

Basquetebol e Basquete 3×3 – Ginásio Ninimberg Guerra

Tênis de Mesa, Luta Olímpica, Ginástica Rítmica, Natação e Xadrez – Vila Olímpica

Judô – Ginásio Reneé Monteiro

Vôlei de praia – Clube Municipal

Badminton – Atlético Rio Negro Clube

FOTOS: Mauro Neto/Sejel