• Home
  • Com incentivo do Iranduba da Amazônia, atletas concluem o ensino superior e se preparam para o mercado de trabalho

Com incentivo do Iranduba da Amazônia, atletas concluem o ensino superior e se preparam para o mercado de trabalho

Resultado de uma parceria com a Faculdade Maurício de Nassau, duas representantes do Esporte Clube Iranduba da Amazônia acabam de concluir a graduação de ensino superior. A goleira do elenco 2018, Rubi, se formou em Administração, já a ex-goleira Wilce, que defendeu por muitos anos a camisa do clube, se formou em Logística.

A arqueira Rubi conta que o sonho de criança era ser veterinária, isso porque a atleta ama cachorros. Mas um problema foi crucial para fazer a goleira desistir do grande sonho, Rubi passa mal toda vez que vê sangue.

“Como tu quer ser veterinária se não consegue ver sangue, disse a mãe. A partir desse momento comecei a mudar de ideia, e acabei indo para o lado de exatas, porque educação física e fisioterapia que está mais ligada ao esporte, tem matéria que eu não conseguiria fazer e passar nunca, no caso anatomia (risos). E eu sempre gostei de cálculos. Por isso, minha escolha por contábeis e administração”, contou Rubi.

Já a ex-goleira Wilce Goes sempre sonhou em estudar logística, ela até se tornou microempreendedora, e lutou bastante para conquistar o seu objetivo. “Eu tenho orgulho de dizer pra todo mundo que eu faço parte dessa história, e isso eu vou levar pra sempre! Eu sempre gostei de treinar, sempre gostei de estudar. É cansativo sim! É difícil sim! Mas quando se tem um sonho e uma oportunidade não podemos deixar pra trás. Ouvi muitas coisas, recebi muitas críticas de amigas, mas tudo valeu muito a pena”, comentou Wilce que completou dizendo que “tudo isso, só foi possível graças ao Iranduba e a seu presidente o senhor Amarildo Dutra”.

E muitas foram as dificuldades enfrentadas também pela goleira Rubi, isso porque, conciliar viagens, mudanças de time, de estado e de faculdade, não foi muito fácil. “Muitas vezes deu vontade de desistir. Foi bem difícil eu mudei de três faculdades pra conseguir me formar, então as vezes a grade das matérias eram diferentes, então eu sempre tinha que pagar uma matéria ou outra a mais. Às vezes, em viagem, levar livro e caderno pra estudar. O que facilitou a vida da atleta foi a compreensão dos professores, eles estavam sempre à disposição quando precisei, e isso também me ajudou bastante, e no final, por mais difícil que tenha sido, tudo valeu a pena”.

Valeu tanto que Rubi já pensa em se especializar. “Eu estou pensando em fazer pós, porque gosto de estudar e tenho que aproveitar o tempo livre, e também me especializar em alguma área porque o futebol não é pra sempre”.

No dia 14 deste mês, Wilce participa da cerimônia de colação de grau, no dia 21 é a vez de Rubi receber enfim, a outorga pela formação superior.

Parceria de sucesso

Desde de 2016, o Iranduba investe na qualificação profissional do grupo de jogadores e comissão técnica. E a parceria consolidada com a Faculdade Maurício de Nassau proporciona esse desenvolvimento com a concessão de bolsas de estudos. Em troca, as meninas representam a instituição nas competições universitárias.

Para o presidente Amarildo Dutra, a educação é uma chave que abre muitas portas, ajuda a concretizar muitos sonhos e desejos, a relação faculdade x futebol feminino, requer um estudo minucioso, pois, tudo é mais difícil, as mulheres sempre necessitam provar o poder de superação, requer muita dedicação, força de vontade, exige sacrifícios extras, esforço muito grande e renúncias.

“Esse investimento do Iranduba, só é possível acontecer graças à parceria que o clube tem com a Faculdade Uninassau, continuamos em conjunto colhendo frutos, confesso que estou muito feliz, em especial pela admiração que tenho pelas atletas Rubiana e Wilce, saber que o Clube têm a sua parcela de contribuição na concretização de um dos sonhos dessas atletas, isso é gratificante, conceituo como uma forma de retribuição pelas gotas de suor e dedicação pelo time. E que a formação acadêmica no futuro será uma fonte para se sustentarem, e que sejam referências para as demais atletas”, declarou o presidente, que finalizou parabenizando as jogadoras pela conquista.

Texto: Cíntia Valadares

Fotos: Divulgação

Deixe uma resposta

Busca no Site

Top 10 Notícias

Newsletter