• Home
  • Entrevista com Samir Nadaf

Entrevista com Samir Nadaf

Em entrevista exclusiva, Samir falou sobre novidades para a 23ª edição do Mr. Cage e o trabalho desenvolvido com os lutadores e eventos realizados no Amazonas. Confira:

NP: Fale sobre as novidades do Mr. Cage 23
SN: Será incrível uma edição ouro com treze lutas, sendo oito defesas de cinturões no mesmo card. Fato inédito. Nossos campeões defendendo contra grandes atletas nacionais e internacionais. Uma produção de primeira, com uma agência respeitada e conceituada de Manaus, a MODE ON EVENTOS. Tenho certeza que vai marcar uma nova era.

NP: São muitos anos promovendo eventos e o Mr. Cage chega a 23ª edição. Como você avalia esses anos de trabalho no meio das lutas?
SN: Não foi fácil. Eu sou faixa preta de jiu-jitsu, pego meu 4º Dan em fevereiro de 2017 e realizo eventos de MMA desde o ano de 2004. Já vi de tudo que você possa imaginar nesse meio, como pessoas que prometem e não cumprem, gente caindo de paraquedas, gente saindo em camburão de polícia, gente copiando as minhas ideias e o pior, gente chegando agora e já querendo sentar na Janela . Eu sou do tempo que ao invés de adesivar ou plotar a lona, cortávamos a logomarcas dos patrocinadores em cartolinas com a tesoura, comprava todas as cores de tintas e pegava o compressor de ar a pistola e pintavas as cartolinas com suas devidas logomarcas . Sou do tempo que meu ring ou meu cage tinha 400 parafusos . Hoje meu ring ou cage não tem nenhum. Sou do tempo que uma lona locomotiva, aquelas do exército, tinha que pintar e era mais de 15 pessoas pra carregar. Hoje minhas lonas são carregadas apenas por uma pessoa. O Mr. Cage tornou-se um evento esportivo premium, com estrutura e organização para garantir conforto e segurança ao público. Nossas lutas sempre estão em primeiro plano, sempre buscando fazer a diferença em cada edição, trazendo os melhores card´s de lutas e atletas do nosso estado e do Brasil. O Mr. Cage tem como objetivo, e tem realizado isso, tornar-se uma referência e ser uma vitrine de lutadores para o Brasil e para o mundo.

NP: Cite alguns lutadores que foram revelados nos teus eventos de MMA?
SN: Fico orgulhoso de ter realizado a 1ª Luta de MMA no Sherdog do nosso campeão José Aldo no ano de 2004. Tem os lutadores amazonenses que estão no UFC e já passaram pelo Mr. Cage, como Diego Brandão, Adriano Martins, Alan Nuget, Dileno Lopes, Ronaldo Jacaré e Ketlen Vieira. Os lutadores Alexandre Capitão e Robert Pato que estão no WSOF. Existem outros atletas que se destacam e estão lutando grandes eventos nacionais e internacionais como Raymison Formiga, Naldo Silva, Gerônimo Mondragon, Erick Silva, Junior Negão, Michel Sassarito, Alexandre Lek Lek, Jordan Rocha, Mario Israel, Ericley Silva, Werllison Galinho, Rany, entre outros.

NP: Quais as maiores dificuldades que você enfrentou para realizar eventos?
SN- Patrocínio, mesmo sendo o esporte que mais cresce no mundo é uma situação cada vez mais difícil. Uma vez no Cassino Fight Club 3, na quadra do colégio CIEC em 2007, um repórter me fez essa pergunta e eu disse que era isso que eu queria pra mim. Hoje estamos aqui.

NP: Fala da tua rotina como empresário das lutas.
SN: São muitas viagens. Eu costumo falar que quem trabalha com o que ama, sempre está de férias. Como atleta, quem me conhece sabe que sou extremamente competitivo. Voltei a competir final de 2015 e 2016 e graças a Deus fui campeão. Ganhei duas lutas casadas e três campeonatos. Eu estava parado desde 2012 quando fui campeão brasileiro. Em relação a eventos, com certeza é o que sei fazer de melhor. No que diz respeito a lutadores, eu adoro fazer um excelente trabalho e no final ver o sorriso no rosto do meu atleta.

NP: Fale sobre seu trabalho como empresário de lutadores.
SN: Comecei a empresariar atletas no final de 2010, sou pioneiro em Manaus como “Manager”. Comecei o trabalho com três atletas, o Adriano Martins, Iliarde Santos e o Mondragon. Eu já tinha os atletas, mas não tinha como chegar. Pesquisei bastante onde e em quem me espelhar ou ter uma conversa. Graças a Deus veio o melhor Manager do mundo, Alex Davis, um cara sério e honesto que me ensinou e me ensina até hoje. Ele gostou tanto que hoje somos sócios.

NP: Como você avalia a participação dos amazonenses no UFC?
SN: Muito boa. Estão de parabéns, aqui é a terra da Luta. José Aldo merecia a revanche imediata e Ronaldo Jacaré já merecia ter lutado pelo título faz tempo. Adriano Martins chegará no cinturão em 2017. Ketlen Vieira vai mostrar porque eu a apelidei de fenômeno.

NP: Como você avalia o crescimento do MMA no Amazonas.
SN: Hoje no Norte existe o MMA antes e depois da era Mr. Cage. Isso é história, as pessoas irão envelhecer e lembrar disso.

NP: Agradecimentos.
SN: Ao meu DEUS, porque sem ele, eu não sou nada. A minha família, aos lutadores, aos amantes de MMA e aos amigos patrocinadores.

Por: Greici Fernandes

Foto : Divulgação

Tags:, , , ,

Deixe uma resposta

Busca no Site

 

mastering

 

 

Top 10 Notícias

Newsletter