O esporte perde um Ícone: morre aos 91 anos Amadeu Teixeira

O Amazonas amanheceu de luto com a notícia da morte do ex-técnico de futebol Amadeu Teixeira, aos 91 anos, ocorrida na noite desta terça-feira (7) , em um hospital particular na Zona Centro-Sul de Manaus.

Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde setembro, após sofrer um acidente doméstico e fraturar três costelas, tendo uma delas perfurado um dos pulmões. A morte ocorreu em consequências de falência múltipla de órgãos.

Fundador e comandante do América Futebol Clube por 53 anos, Amadeu Teixeira foi o maior exemplo de amor e dedicação ao esporte.

Nascido em 30 de junho de 1926, Teixeira começou como massagista e fisioterapeuta até virar técnico, entrando para o Guiness Book, o Livro dos Recordes, por ser o técnico que ficou mais tempo comandando um clube no futebol mundial, superando inclusive, Alex Ferguson, do Manchester United (Inglaterra).

Os anos de dedicação ao esporte renderam ao treinador a homenagem no ano de 2007, tendo seu nome vinculado ao ginásio poliesportivo mais moderno do Amazonas, com capacidade para 11.800 pessoas, a Arena Amadeu Teixeira. Este ano, o Ministério Público Federal (MPF) deu prazo ao governo do Amazonas para retirar os nomes de pessoas vivas de logradouros e prédios públicos. Com o falecimento, a homenagem deverá ser mantida.

Seu Amadeu deixou um legado no esporte, uma imensa lista de admiradores e amigos que aprenderam com sua simplicidade e dedicação, o verdadeiro sentido da vida.

Por : Greiciane Fernandes

Busca no Site

 

mastering

 

 

Top 10 Notícias

Newsletter