Amazonenses Ketlen Vieira e Adriano Martins buscam vitória no UFC 215

Os amazonenses Ketlen Vieira e Adriano Martins estarão em ação neste sábado (9), no UFC 215, que será realizado em Edmonton, no Canadá .

Essa será a terceira participação de Ketlen no evento. Invicta no UFC, a atleta enfrentará Sara McMann na luta preliminar que será transmitido a partir das 19h, horário de Brasília. “Eu vou dá o melhor de mim nesta luta, enquanto eu tiver forças para ficar de pé, eu vou lutar até o fim” declarou a atleta.

Com um cartel de 28 vitórias e oito derrotas, Adriano Martins vai enfrentar Kajan Johnson pelo peso-leve (até 70kg). O amazonense vem de derrota por decisão dividida para Léo Santos, em outubro do ano passado. Johnson tem um cartel de 21 vitórias, 12 derrotas e um empate. O canadense bateu seus dois últimos adversários, Lipeng Zhang e Naoyuki Kotani por decisão unânime.

Card principal 
Amanda Nunes x Valentina Shevchenko
Neil Magny x Rafael dos Anjos
Henry Cejudo x Wilson Reis
Ilir Latif x Tyson Pedro
Jeremy Stephens x Gilbert Melendez

Card preliminar
Sara McMann x Ketlen Vieira
Sarah Moras x Ashlee Evans-Smith
Gavin Tucker x Rick Glenn
Mitch Clarke x Alex White
Luis Henrique KLB x Arjan Bhullar
Kajan Johnson x Adriano Martins

Por: Greici Fernandes

A história do lutador que superou as dificuldades, venceu a pobreza e se tornou um dos maiores astros da luta

Alan Patrick, o Nuguette é considerado um dos maiores nomes do MMA. A história do lutador é marcada pelas reviravoltas que a vida dá. De engraxate a astro da luta. A trajetória de sucesso, comprova o pensamento do atleta: “Somos nós que decidimos nossos destinos”.

Apesar da fama, do dinheiro e de conhecer pessoas famosas, o lutador não perde a essência. Muito humilde e atencioso, Nuguette se destaca por ser um cara sorridente e brincalhão. “Minha essência é a mesma, conheço famosos, artistas, músicos e estrelas, mas eu sei de onde eu vim. Se hoje consegui chegar até aqui, agradeço a cada amigo que cooperou para que isso acontecesse. O importante é você conquistar o mundo, sem esquecer de onde veio ”, declarou.

Nascido no Rio de Janeiro, Nuguette chegou em Brasília aos 8 anos de idade, onde passou a infância e adolescência. Foi um período difícil e era na capoeira que o guerreiro achava alegria. Quem via o atleta praticando o esporte e andando pelas ruas de Brasília, jamais imaginaria que ele um dia seria ídolo mundialmente conhecido.

E foi exatamente em uma roda de capoeira que Nuguette conheceu o amazonense Alexandre Capitão. “O Capitão me viu jogar capoeira e gostou de mim. Ele me falou de Manaus, me disse que tinha muitos campeonatos e eventos de “vale tudo”. Era só eu subir no ringue e cair na porrada que eu ia ganhar uma grana e ainda dava para ficar famoso. O Capitão prometeu que ia conseguir uma passagem e um patrocínio para eu ir morar em Manaus, assim eu poderia ficar na casa dele e nós iamos treinar juntos”, relatou.

nuguette1O amigo não só prometeu como cumpriu. Em Junho de 2005 Nuguette mudou para Manaus.

Em 2014.  veio a tão sonhada faixa preta, graduado pelo Mestre Pina, considerado um dos maiores nomes do jiu-jitsu amazonense. “Eu aprendi muito com o Mestre Pina, ele acreditou em mim e nunca me cobrou nada por seus ensinamentos. A academia só tem fera, se o atleta se dedicar treinando com ele, certamente será campeão. Temos como exemplos o Rodrigo Pinheiro, Bibiano Fernandes, Manuel Ribamar, Alexandre Capitão e tantos outros lutadores que hoje se destacam no cenário internacional”, elogiou.

O evento Heroes the Jungle, realizado em 2008, marca a estreia do lutador no MMA, na ocasião, Nuguette venceu Augusto Pedra. Vieram outros combates, Mr. Cage, Rei da Selva. Nuguette ganhou notoriedade ao vencer o atleta da Nova União, André Batata, no evento Vision Fight, realizado em Boa Vista (RR). Outro duelo que consolidou o lutador como o n. 1, foi ao derrotar Sassarito, no Mr Cage. O confronto acirrado foi vencido na decisão dos jurados.

Entre os títulos conquistados, vitórias a nível nacional, como no Jungle Fight 49 e nos eventos Bitetti FC 14 e 15, nesse último conquistou o cinturão . “Em 2013, fiz três lutas seguidas em 55 dias e na época fui considerado o melhor do Brasil no peso 70kg”, explicou.

A estreia no UFC não poderia ser melhor. O lutador venceu por nocaute o americano Garett Whiteley aos três minutos e cinquenta e quatro segundos do primeiro round. Foi a primeira de muitas vitórias no maior evento do mundo.

Casado com Luana Santiago e pai do Alan Patrick Filho (2), o lutador esbanja alegria. “Me sinto bem realizado, mas ainda quero conquistar mais, não por mim, mas principalmente pelo meu filho e para minha família. Treino e trabalho para dar o conforto para o meu filho, quero dar a ele tudo que eu não tive e jamais quero que ele passe pela dificuldade que passei”, relatou.

Para a nova geração da luta, Nuguette deixa um recado. “Os atletas que estão começando, valorizem suas academias e seus professores. Há dez anos não havia essa facilidade e hoje em dia há uma condição mais favorável para conseguir passagens e patrocínio. Então, tem que aproveitar e valorizar as oportunidades. A vida de lutador não é fácil, tem que abdicar de muitas coisas, se dedicar e vestir a camisa, é assim que se vence e se torna um campeão”, finalizou.

Texto: Greici Fernandes

Foto: Arquivo pessoal do atleta

Do bairro Alvorada para o mundo ver

O faixa preta da Nova União, Dileno Lopes, 31, é um dos nomes mais respeitados da história da luta. Chegou ao topo e hoje compõe o time de campeões do Ultimate Fight Championship (UFC).

Sem data marcada para subir ao octagono do UFC, o lutador está em Manaus, onde treina com a equipe MPBJJ Nova União, no bairro Alvorada, zona Centro-Oeste da cidade.

Dileno fará umas das lutas principais do evento Jacaré Submission Combat (JSC), marcado para o dia 20 de agosto, às 19h, na Arena Amadeu Teixeira, zona Centro-Oeste de Manaus.

Inicio no Jiu-Jitsu

O primeiro contato com o jiu-jitsu foi em 1999, aos 14 anos de idade. Dileno começou a treinar por incentivo do amigo Marcos “Loro”, ídolo da Nova União. “O “Loro” foi meu primeiro professor de jiu-jitsu. Ele me incentivou a lutar, pagava minhas inscrições nos campeonatos e me dava suplementos e vitaminas. Ele me ensinou tudo que eu sei, agradeço muito, pois os primeiros passos nas lutas foram com ele. Foi como um pai e eu sempre tive uma admiração grande, eu queria ser respeitado e reconhecido como ele”, declarou.

De acordo com o faixa preta, as dificuldades existiam, mas ele sempre acreditou que um dia estaria entre os melhores “ Eu dizia para meus amigos e familiares que um dia eles me veriam no maior evento de MMA do mundo”, relatou.

Nas competições, o filho de dona Lenice Lopes e pai da Sophia , roubava a cena, fazendo diversas lutas e finalizando rápido os adversários. Os resultados animavam e família do lutador. “Venho de uma família humilde e o único apoio que minha mãe podia dar, era costurando meus kimonos rasgados”, declarou.

Estreia no MMA

Há nove anos surgia um grande nome do MMA. Dileno Lopes, estreava no evento Amazon Kombat, realizado no ginásio do Rio Negro Club, no Centro, zona Sul de Manaus. Diante de 3 mil pessoas, o atleta da Nova União finalizou Chiquinho (Chiquinho Top Team), com um mata-leão aos 2m do primeiro round.

A partir dessa luta, muitos convites para lutar eventos no Amazonas e em outros estados Brasileiros. A estratégia para vencer adversários, sempre a mesma, a famosa “guilhotina Maldita”.

Mudança para o RJ
A convite do amigo e professor Marco “Loro”, em 2008, Dileno mudou para a cidade do Rio de Janeiro, escalado para lutar a sétima edição do Shooto Brasil, o amazonense derrotou Rafael Salgado (TFT) na disputa pela categoria até 57 quilos.
O evento abriu portas para novos combates, alavancando a carreira do lutador a nível nacional.

Destaque no TUF 4
Inscrito pela esposa, Suenny Souza, no TUF Brasil 4, Dileno foi um dos grandes destaque ao chegar a final da edição do reality show, produzido pelo UFC. O bom desempenho do lutador, garantiu o passaporte para o evento, comandando por Dana White.

Hoje o amazonense tem como empresário, Samir Nadaf e Alex Daves. “Sempre tive fé e persistência cheguei mais longe do que imaginava”, comemorou o lutador.

Por: Greici Fernandes

Ketlen Vieira com data marcada para estrear no UFC

O “fenômeno” Ketlen Vieira (MPBJJ/Nova União), vai estrear no octagono do UFC Portland, no dia 1 de Outubro. A amazonense enfrentará Kelly Faszholz na disputa pelo peso-galo.

Faixa preta de judô e faixa marrom de jiu-jitsu, Ketlen possui um cartel de lutas com seis vitórias e nenhuma derrota .

“Espero estrear com vitória. Se Deus quiser vai da tudo certo. Estou treinando forte para fazer uma boa luta e sair com a vitória “ , declarou.

Por Greici Fernandes

Foto: Divulgação

Busca no Site

 

mastering

 

 

Top 10 Notícias

Newsletter