• Home
  • Com quebra de recorde das Américas, paratleta amazonense conquistou o bicampeonato mundial de halterofilismo

Com quebra de recorde das Américas, paratleta amazonense conquistou o bicampeonato mundial de halterofilismo

O paratleta amazonense de halterofilismo, Lucas Manoel Santos, de 17 anos, confirmou o favoritismo e conquistou na manhã desta sexta-feira (12/07), em Nursultan, no Cazaquistão, o bicampeonato mundial na categoria Júnior (até 49kg), ao levantar 126 quilos no supino. Da primeira conquista, em 2017, até a vitória atual, onde quebrou o recorde Júnior das Américas que já era seu, Lucas elevou sua marca em 26 quilos.

“Um resultado sensacional, inédito no desporto olímpico amazonense. O trabalho desenvolvido junto aos paratletas amazonenses marca a nossa história. Parabéns aos técnicos e ao governo do Amazonas que acredita nesses garotos”, elogiou Caio André de Oliveira, secretário de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel).

Feliz por mais uma conquista, Lucas, que é atleta do Centro de Treinamento de Alto Rendimento do Amazonas (Ctara), agradeceu a quem o apoiou nessa caminhada e falou que muitas vitórias ainda estão por vir. “Agradeço a minha mãe, aos amigos que me apoiaram, ao técnico da Seleção Brasileira e ao meu treinador, que confiaram no meu potencial e me ajudaram a chegar até aqui. Os treinamentos no Ctara também foram essenciais para melhorar meu desempenho, e isso só me motiva a continuar lutando pelos melhores resultados”, afirmou o atleta, que quer servir de exemplo para os colegas da modalidade.

“Conquistei mais um resultado importante para o Amazonas, entre muitos fatores, porque não desisti dos meus sonhos. Espero inspirar outras paratletas com essa vitória, e vou continuar me esforçando ao máximo para representar o Amazonas e o Brasil da melhor forma possível. E isso é só o começo”, garantiu Lucas Santos.

Jogos Parapan-Americanos – De acordo com o presidente da Federação de Esporte Paralímpico do Amazonas (Fepam) e treinador de Lucas, Getúlio Filho, a próxima competição do paratleta deverá ser, possivelmente, os Jogos Parapan-Americanos, que serão realizados no mês de julho em Lima, no Peru.

“Com a quebra de recorde e mais esta conquista, o Lucas tem grandes chances de ser convocado para o Parapan, que será ainda este mês, e ainda vislumbrar participar dos Jogos Olímpicos em 2020. Iremos fazer o máximo para que esse sonho se torne realidade e essa conquista possa vir para o Amazonas”, finalizou.

FOTOS: Divulgação / CPB

Deixe uma resposta

Busca no Site

Top 10 Notícias

Newsletter

[wysija_form id="1"]