• Home
  • Iranduba empata, mas mantém a liderança do grupo C na Libertadores

Iranduba empata, mas mantém a liderança do grupo C na Libertadores

Com muita garra, o Iranduba da Amazônia fez uma partida emocionante contra o Cerro Porteño (Paraguai) e conseguiu arrastar o empate em 2 a 2, na noite desta quarta-feira  (21/11) pela Copa Libertadores de Futebol Feminino 2018. O jogo ocorreu na Arena da Amazônia, localizada na avenida Constantino Nery, bairro Flores, zona centro-sul de Manaus. A rodada dupla contou ainda com a vitória por 1 a 0 do UAI Urquiza (Argentina), em cima do Flor de Pátria (Venezuela). A competição é organizada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

A partida começou com o “Hulk” pressionando e mostrando que seu ataque estava bem mais ativo, entretanto, aos nove minutos do primeiro tempo, quem abriu o placar do jogo foi a camisa 11, Dahiana Bogarin, em cobrança de falta com desvio na barreira. Ainda assim, o Iranduba se manteve firme e foi em busca do empate, porém, sem sucesso. As paraguaias marcaram mais um aos 30 minutos, com Amada Peralta. As donas da casa não se abateram pela vantagem adversária e, dois minutos depois, Raquel, que estreou no elenco nesta noite, recebeu dentro da área, bateu e diminuiu deixando a partida em 2 a 1.

No segundo tempo, mesmo perdendo, o Hulk criou mais possibilidades de gol e manteve a posse de bola. Após a entrada de Mayara, o Iranduba buscou o empate com inúmeras bolas na trave e outras que a goleira Bobadilla conseguiu barrar. No calor da partida, Djeni foi puxada próximo da grande área. Andressinha bateu consciente e deixou tudo igual, dando números finais à partida. Com o empate, o Iranduba volta ao campo no sábado (24/11) contra o vice-líder do grupo C, o UAI Urquiza.

O técnico da equipe amazonense, Igor Cearense, ressaltou a questão da curta duração da competição, o que configura o perigo diante dos resultados, já que cada partida é como a final. “Nós temos trabalhado para tirar o nervosismo e a ansiedade das atletas o mais rápido possível. O formato da competição é muito perigosa, não podemos perder e não tem jogo fácil. Então, temos que corrigir alguns posicionamentos e ir avançando. Fico muito satisfeito pelas jogadas criadas, muito bem trabalhadas para o gol. Vamos à próxima partida, e cada vez mais sedentos pelo melhor resultado e pela classificação”, destacou.

Classificação – Autora do gol do empate, Andressinha falou sobre a progressão do time em relação à primeira partida. Ela acredita que time cresceu, mas ainda precisa acertar alguns pontos. “Nós melhoramos a nossa troca de passes, tivemos mais posse de bola, mas mesmo assim aconteceram alguns erros que nos fizeram passar alguns sufocos durante o jogo. Teremos dois dias para treinar e acertar, afinal, tanto nós quanto nossas adversárias queremos a classificação e vamos em busca disso”, afirmou.

FOTOS: TÁCIO MELO/SEJEL 

Deixe uma resposta

Busca no Site

Top 10 Notícias

Newsletter