• Home
  • Público e renda do primeiro turno do Amazonense 2020 já é quase o mesmo de toda a competição no ano passado

Público e renda do primeiro turno do Amazonense 2020 já é quase o mesmo de toda a competição no ano passado

O público e renda registrados no primeiro turno do Campeonato Amazonense de Futebol 202, que chegou ao fim no último domingo (01/03) com a vitória do Manaus FC, já atingiu quase o valor arrecadado em toda a competição no ano de 2019. Até domingo, o campeonato organizado Federação Amazonense de Futebol (FAF) e que conta com apoio do Governo do Amazonas, por meio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar), teve 31 jogos, com 17.369 torcedores presentes, totalizando uma renda de R$ 208.040,00, segundo dados da FAF.

O número de torcedores desse ano representa quase 86% do público que prestigiou o campeonato no ano passado, que fechou os 64 jogos com 20.310 presentes nos estádios. Já a renda bruta de 2020 representa aproximadamente 95% do total bruto de 2019, quando totalizou uma arrecadação de R$ 219.440,00.

Os números mostram que os investimentos feitos e apoio oferecidos pela Faar e o trabalho de planejamento realizado pelos clubes, têm surtido efeito no desempenho das equipes e no sucesso da competição e demonstram mais uma vez que o futebol local está em franca ascensão.

Melhores números – De acordo a FAF, o maior público registrado no Amazonense de 2020 foi durante a final do 1º turno, quando 5.547 espectadores assistiram o Manaus FC vencer o time estreante na série A do Barezão, o Amazonas FC, por 4 a 1. A renda da partida foi de R$ 40.750,00.

Na próxima quinta-feira (05/03), a 1ª rodada do 2º turno terá início, com o duelo entre Amazonas e Fast, às 20h30, na Arena da Amazônia. Além da Arena, também recebem jogos do Campeonato Amazonense de Futebol os estádios Carlos Zamith e Ismael Benigno (Colina), em Manaus; Gilberto Mestrinho, em Manacapuru (distante 93 quilômetros da capital); e Floro de Mendonça, em Itacoatiara (distante 250 quilômetros da capital).

Apoio ao futebol amazonense – Em 2020, o Governo do Amazonas, por meio da Faar, voltou a apoiar o futebol amazonense, como já havia feito em 2019, com a isenção total para os clubes do pagamento de aluguel e quadro móvel para uso dos três estádios da capital.

Para o diretor presidente da Faar, Caio André de Oliveira, a desoneração foi a maneira mais eficaz encontrada pelo Governo do Estado para apoiar o futebol local e que se mostrou bem-sucedida. “A desoneração foi a alternativa que encontramos para gerar economia para as equipes, de forma que esses valorem sejam reinvestidos no próprio clube. Durante todo o ano de 2019 fizemos isso, e os resultados foram de uma economia de aproximadamente R$ 1,2 milhão”.

Caio André também aproveitou a oportunidade para reforçar a importância da presença do torcedor nos estádios, apoiando os times e fortalecendo o esporte. “O torcedor voltou a frequentar os estádios e a acreditar no seu time. Queremos que essa paixão continue acesa e, por isso, esperamos ainda mais pessoas nos estádios”.

Fotos: Mauro Neto / Faar e Divulgações / FAF

Deixe uma resposta

Busca no Site

Top 10 Notícias

Newsletter

[wysija_form id="1"]