• Home
  • Atletas amazonenses participam de Circuito Brasil Loterias Caixa de Halterofilismo

Atletas amazonenses participam de Circuito Brasil Loterias Caixa de Halterofilismo

Os atletas de parapowerlifting do Centro de Treinamento de Alto Rendimento do Amazonas (Ctara) mostrarão mais uma vez sua força durante a última Etapa do Circuito Brasil Loterias Caixa de Halterofilismo, que será realizado dos dias 12 a 15 de setembro, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. A competição, que é organizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), além de ser um dos eventos Paralímpicos nacionais mais importantes, servirá como classificatória para o Campeonato Brasileiro da modalidade.

Com apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), que também disponibilizou passagens aéreas, os atletas do Amazonas enfrentarão competidores de todos o país. Separados pelo peso corporal, eles disputarão quem levanta o maior peso na prova de supino, com três tentativas, em que será considerada apenas a maior pontuação.

Maria Castro disputará na categoria até 67 quilos; Eduardo Dantas, na categoria até 54 quilos; José Ricardo Silva, na categoria até 107 quilos; Vanessa Menezes, na categoria até 61 quilos, Carlos Cesar, na categoria até 65 quilos; Daniel Ferreira, até 72 quilos; Lucas Santos, até 49 quilos; e Victor Afonso, até 97 quilos. 

Após dois anos se recuperando de uma lesão no braço, o exintegrante da seleção brasileira, José Ricardo, retornará às competições com a necessidade de conquistar um bom índice para poder competir o Brasileiro e pleitear uma nova vaga na equipe nacional. “Esta é a última oportunidade do ano de participar do Campeonato Brasileiro. Eu preciso competir muito bem para ter uma vaga. Ainda é um sonho, mas quero poder integrar a seleção brasileira novamente. Com muito treino e, se Deus quiser, eu vou conseguir”, disse o atleta. 

As etapas regionais e nacionais do Circuito Loterias Caixa são importantes parâmetros para saber o nível de evolução dos atletas, como conta Getúlio Filho, técnico da Associação de Deficientes Físicos do Amazonas (Adefa). “Pensamos em um treinamento que, ao longo do ano, ajude a elevar o desempenho dos nossos atletas e, consequentemente, o lugar no ranking, e garanta vaga no Brasileiro e até em campeonatos internacionais”, comentou.

Para o treinador, o bom desempenho do parapowerlifting no estado é reflexo do investimento do Governo do Amazonas, garantindo passagens aéreas e infraestrutura para treinamentos.

FOTOS: Mauro Neto/Sejel

Deixe uma resposta

Busca no Site

Top 10 Notícias

Newsletter