Uncategorized

Sejel premia campeões de torneio realizado em Parintins

Após três dias de competições, chegou ao fim hoje (28/06) o Torneio Parintins de Vôlei de praia e o Torneio de Futebol de Rua Travinha 3×3, realizado pelo governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel) em parceria com a Secretaria Municipal de Juventude (Semjuv) de Parintins, sede das disputas, distante 363 quilômetros da capital. Os jogos ocorreram na quadra de areia ao lado do ginásio Elias Assayag e na rua do Circuito Escorpião.

“Essa foi uma manhã memorável. A equipe da Sejel está na cidade de Parintins desde a terça-feira (24/06) para levar o melhor a população e aos visitantes da ilha. Foi uma determinação do governador Wilson Lima atender todos os municípios do interior, e ficamos orgulhosos de poder cumprir isso e participar dessa linda festa que é referência para o mundo”, comentou o titular da Sejel, Caio André de Oliveira, que participou da premiação aos campeões.

Quem também esteve presente neste dia foi a titular da Semjuv, Valdete Prestes. Segundo ela, esse tipo de competição incentiva a prática desportiva. “Nós apoiamos e faremos o possível para fomentar o esporte. Sabemos que a juventude precisa ser assistida e que o esporte é um grande parceiro para a formação deles”, destacou.

No vôlei, a dupla campeã foi a de Cleiton Soares e Lo Bianco. Cleiton, jogador profissional e com experiência em várias competições, aprovou a iniciativa do Governo.

“Eu sou daqui, mas jogo por times de fora e ganhei uma certa expertise neste tipo de competição, rápida. Gostei bastante, achei o jogo bem arbitrado e é um incentivo a quem gosta desse esporte. Muitos jogam aqui por jogar, sem conhecer bem. Parabéns ao Governo por essa realização, afinal temos bons atletas, e a partir daqui podem surgir mais”, frisou.

Outro que aprovou a ação da Sejel foi o estudante Evis Cunha, 13, da escola Nossa Senhora do Carmo. Ele fez parte da equipe campeã da modalidade futebol de rua e já aguarda a próxima edição do torneio. “A gente sempre brinca na rua, mas essa competição foi bem diferente, com algumas regras que vamos passar a aplicar. Estou feliz por ter conseguido, junto com meus amigos, vencer a competição, e espero que tenha logo outro torneio, pois gostei muito”, finalizou.

FOTOS: Mauro Neto / Sejel

Com três baterias, Copa Norte de Mountain Bike foi realizada neste domingo na zona oeste de Manaus

A Federação de Ciclismo Amazonense (Feciclam) realizou, na manhã deste domingo (27/05), a 3ª Etapa da Copa Norte de Mountain Bike para mais de 70 atletas que se inscreveram. A corrida foi na pista de Motocross da Federação de Motociclismo do Amazonas (Femoam), no bairro Tarumã, zona oeste da capital.

O evento tem o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

A competição foi dividida em três baterias, conforme a evolução dos atletas dentro da modalidade esportiva. Novatos, por exemplo, ficaram com três voltas, seguidos da elite feminina e máster com quatro, cinco para o sub-30,  e seis para a elite masculina.

Adaptações -O percurso de três quilômetros, que leva em torno de 15 minutos para ser completado, passou por algumas modificações devido à chuva dos últimos dias, que inviabilizou a passagem em alguns pontos, como explicou o presidente da Feciclam, Juliano de Morais.

“Pensando na segurança dos atletas inscritos na prova e na melhor fluidez do circuito, resolvemos, em comum acordo, cortar alguns trechos da prova, como parte do gramado com descida paralela à pista de motocross, as rampas da pista e modificamos um trecho depois do tonel, já próximo da chegada da prova”, disse Morais.

Resistência – Entre subidas, descidas, quedas e manobras, boa parte dos participantes sentiu que a prova não estava fácil, entretanto, a adrenalina de passar por trechos sinuosos e de floresta compensou o desgaste físico visível ao final de cada categoria. Nem a lama e a ausência do sol fizeram os competidores não completarem a linha de chegada.

O atleta Orebe Gomes, integrante da categoria elite e 1º colocado no ranking, disse que a preparação tem sido pesada. Aos 25 anos, o jovem é campeão da Corrida Ciclística Aguinaldo Archer Pinto do ano passado e de outras provas locais.

“Venho me preparando super bem, obtendo bom resultado na competição. Treino de segunda a sexta, em torno de duas horas e, aos finais de semana, mais 4 horas”, disse o ciclista, que compete há dois anos.

Bom preparo – O secretário da Sejel, Manoel Almeida, parabenizou a todos os envolvidos no evento.

“Todas essas descidas e subidas são bem complicadas, mas os atletas mostraram que estão sempre bem preparados e fizeram uma ótima disputa. Todos estão de parabéns por mais esse evento de sucesso de Mountain Bike, uma prova muito bem organizada”, comentou Manoel Almeida.

Classificação – A lista de classificados pode ser consultada na rede social da Feciclan, pelo endereço: https://www.facebook.com/feciclam/

FOTOS: MAURO NETO/SEJEL

Campeonato Brasileiro de Judô reunirá cerca de 500 atletas de sete Estados na Arena Amadeu Teixeira, a partir desta sexta-feita (27)

Reunindo aproximadamente 500 atletas de sete Estados brasileiros, tem início nesta sexta-feira (27/04), a partir das 9h, o Campeonato Brasileiro de Judô – Regional 1, que será realizado na Arena Poliesportiva do Amazonas (Amadeu Teixeira).

O evento, que termina no domingo (29/04) e é organizado pela Federação Amazonense de Judô (Fejama) e coordenado pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ), conta com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). A expectativa é de que pelo menos cinco mil pessoas passem pela competição, que será aberta ao público.

Com a participação de Estados do Norte e Nordeste do País, como Amazonas, Pará, Amapá, Roraima, Maranhão, Piauí e Ceará, o campeonato será realizada nas categorias sub-13, sub-15, sub-18, sub-21 e sênior, tanto no gênero feminino quanto no masculino. Para os inscritos no sub-18, sub-21 e sênior, o resultado será uma pontuação no ranking nacional da modalidade, já os medalhistas do sub-13 e sub-15 estarão automaticamente classificados para o torneio em sua etapa nacional.

Expectativa – Para o presidente da Fejama, Aldemir Duarte, o Amazonas, que já tem 146 inscritos no Regional 1, tem grandes chances de repetir o feito de 2017, quando foi campeão do Regional, realizado no Pará. Além disso, Aldemir afirma que tudo está sendo preparado para receber as delegações, que chegarão a partir de amanhã, na capital.

“O judô tem crescido muito nos últimos anos e o Amazonas é um grande polo, tanto é que ocupa a 6º posição no ranking nacional. Estamos em casa e estamos providenciando tudo para o evento ser um sucesso, como foram as outras edições, e com mais atletas em 2018, nossa meta é conquistar o bicampeonato e promover uma excelente competição dentro de casa”, afirmou.

Superação – O monitor de defesa pessoal e faixa preta de judô, João Moura, de 18 anos, tem se preparado muito para a competição em Manaus. Atleta da Associação Comunitária de Pais e Alunos de Judô do Amazonas (Acopajam), participou, dentre outras competições em que já foi medalhista,  do brasileiro sub-18, em 2016, conquistando o ouro na fase regional e o bronze na etapa nacional. Já em 2017, sagrou-se campeão nas fases estadual e regional do brasileiro sub-21, e este ano quer buscar mais títulos para o Amazonas.

“Tive de recuperar o tempo perdido porque no mês de fevereiro deste ano, adoeci (caxumba) e fiquei bastante debilitado. Com isso perdi cerca de sete quilos e resolvi baixar de categoria, da Meio-médio (-81kg) para a Leve (-73kg). Este ano, fui campeão da vaga para disputar o sub-21 no brasileiro e estou confiante em minha preparação, que acontece diariamente das 19h30 às 21h30, na Acopajam, além de treino de jiu-jítsu na Academia Orley Lobato, das 12h às 13h. Darei o meu melhor no tatame e farei de tudo para trazer a vitória em minha categoria”, destacou.

Amor ao esporte – A judoca faixa preta Thayna de Ceselles, de 26 anos, começou a treinar judô com oito anos e desde lá não parou mais. Atleta da Fort Judô Clube e medalhista em várias competições estaduais e nacionais, participou de campeonatos como jogos escolares, jogos universitários, amazonenses, brasileiros e, de modo especial, do Brasileiro Sênior, em 2013, ocasião em que conquistou a segunda colocação em sua categoria. Este ano, por conta de um tratamento no joelho, decidiu não disputar como atleta, mas sim fazer o exame para ser árbitra nacional “C”.

“Sou atleta há muitos anos e amo o esporte que pratico. Este ano irei fazer teste para ser árbitra nacional “C, o que me dará aptidão para arbitrar campeonatos regionais, brasileiros, entre outros. Estou bem ansiosa e a sensação que tenho é a de pré-competição, como se eu fosse lutar. Tanto lutando quanto arbitrando, estarei representando a modalidade que pratico e que escolhi para minha vida. A única diferença são os objetivos, pois como atleta eu almejava o pódio e, como árbitra, almejo a aprovação a nível nacional”, explicou.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Náutico Sangue de Boi e Amigos do Bores na final da 4ª Liga Olé de Futsal

A emoção tomou conta da Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira na noite desta terça-feira, 18 de julho, durante as semifinais da 4ª Liga Olé de Futsal Adulto Masculino, em Manaus. Os times Náutico Sangue de Boi e Amigos do Bores superaram seus adversários e garantiram presença na grande final da competição que distribuirá R$ 10 mil em prêmios.

Na primeira semifinal, o Náutico Sangue de Boi fez 3 a 0 na sensação do campeonato, o MR Primos, de Manacapuru (a 84 quilômetros de Manaus). Apesar de tentar resistir, o time visitante não suportou a velocidade e habilidade de Hênio, autor de dois gols, e o talento de Magno, craque amazonense que joga no futsal europeu.

Na segunda semifinal, drama até os últimos minutos. Amigos do Bores e Real Lábrea fizeram uma partida eletrizante e empataram por 3 a 3 no tempo regulamentar. No Amigos do Bores, o nome da partida foi Adelino Ribeiro, que fez três belos gols. Só que do outro lado estava o inspiradíssimo Edinho Canutama, que também marcou três vezes e levou a torcida ao delírio.

A definição foi para os pênaltis. O Amigos do Bores marcou com Matheus “Di Maria” Marinho (3), Alan Matheus (6) e Adelino (7). O Real Lábrea anotou com Edinho Canutama (4) e Lucca (19), enquanto André Luiz (7) bateu e viu o goleiro Thiago Gama virar herói ao desviar a bola com os pés.

Segundo o organizador da Liga Olé, João Vieiralves, a expectativa é que a final da competição aconteça dia 28 deste mês, na Arena Amadeu Teixeira.

 

Patrocinadores e apoiadores
Realizada pela empresa NorteSport,a quarta edição da Liga Olé de Futsal tem patrocínio e apoio das seguintes instituições públicas e privadas: Governo do Amazonas (Sejel), Rebool Camisaria & Comunicação Visual, Emanuel Sports & Marketing, Ecavi Design & Gráfica Rápida, Tessa Mídia e Kagiva (bolas oficiais). A chancela e arbitragem são da Federação Amazonense de Futsal (FAFs).

 

Resultados das semifinais:

Náutico Sangue de Boi 3×0 MR Primos/Manacapuru
Amigos do Bores (3) 3×3 (2) Real Lábrea

Final:
Náutico Sangue de Boi x Amigos do Bores

Fotos e texto: Manuel Siqueira

Atletas indígenas do Ctara faturam três ouros no Brasileiro de Tiro com Arco 

Fechando com chave de ouro a 44ª edição do Campeonato Brasileiro de Tiro com Arco, os arqueiros indígenas do Centro de Treinamento e Alto Rendimento da Amazônia (Ctara) deram um show na competição e conquistaram neste fim de semana (17 e 18/11), em Maricá (RJ), três ouros para o Amazonas. Drean Braga (Iagoara, em kambeba), Nelson Moraes (Inha, em kambeba), Gustavo Paulino (Ywytu, em karapãna) e Graziela Paulino (Iacy, em karapanã), que são os responsáveis pelas medalhas, sagraram-se campeões nas categorias Adulto Masculino, Duplas Mistas e Individual Masculino.

Realizado pela Confederação Brasileira de Tiro com Arco, a competição reuniu 155 atletas de todo o Brasil, e o Amazonas teve sua primeira conquista neste sábado (17/11), na categoria Adulto Masculino. Na ocasião, os arqueiros amazonenses venceram a disputa contra o time da casa, Arqueiros da Íris, e garantiram o mais alto lugar do pódio. As demais conquistas foram confirmadas neste domingo (18/11), com a vitória dos irmãos indígenas Gustavo e Graziela Paulino, que ganharam o primeiro lugar na categoria Duplas Mistas e, finalizando com chave de ouro a competição, mais um pódio para o Amazonas com Drean Braga, na categoria Individual.

Com dois ouros, sendo um na competição por equipes masculina e um em parceria com sua irmã, na categoria dupla mista, o arqueiro indígena Gustavo Paulino, de 21 anos, disse estar muito satisfeito com essa conquista. “Ter conseguido o resultado de dois ouros é uma sensação de dever cumprido. Treinamos duro e, no momento em que atiramos a última flecha e soltamos a respiração sabendo que conseguimos o título brasileiro, faz vermos que todo o esforço que fizemos não foi em vão. Alegria é a definição de poder levar mais esse titulo para o Amazonas”, afirmou. 

Preparação – Para o técnico dos arqueiros, Aníbal Fortes, a preparação da equipe para a competição se intensificou mais nas últimas três semanas. “Os atletas dessa modalidade nunca tem férias e só param no fim do ano. Como temos muitas competições, buscamos sempre estar num nível alto de treinamento para poder ter um aproveitamento máximo. Para os bons resultados, os fatores primordiais são o trabalho sério e a dedicação dos atletas”, disse. 

Aníbal complementa, falando que, ao seu ver, a disputa mais acirrada foi na categoria por equipes masculina. “Nesta prova, atletas entram e saem da linha de tiro, então deve haver uma sincronia muito grande entre eles e isso dificulta mais a disputa, por conta da troca de posições na linha de tiro, que deve ser alternada obrigatoriamente. Mas deu tudo certo e conseguimos este ouro para o Amazonas”, concluiu. 

Acompanhamento – Os arqueiros possuem estadia e fazem treinamento na Vila Olímpica de Manaus (bairro Dom Pedro, zona centro-oeste). Lá contam com acompanhamento especializado, por meio de uma equipe multidisciplinar do Ctara, que inclui fisioterapeutas, massoterapeutas, psicólogos, educadores físicos, entre outros profissionais que auxiliam no desenvolvimento dos competidores de alto rendimento. 

Experiência – Este ano, os atletas assinalaram sua quinta participação na competição. Ao todo, a equipe já soma seis medalhas em Brasileiros, sendo um ouro, duas pratas e três bronzes, todos conquistados entre os anos 2015 e 2017. Em 2018, o saldo de medalhas aumenta para nove, com a inclusão de três ouros. Além desse campeonato, os arqueiros já possuem uma vasta experiência em eventos nacionais e internacionais, como o Mundial da Modalidade, em 2017, e os Jogos Sul-Americanos de Cochabamba 2018. Diante das conquistas, eles ainda fazem parte da Seleção Brasileira de Tiro com Arco e já estão focados para garantirem a classificação nas Olimpíadas de 2020, em Tóquio. 

Arquearia indígena – O projeto Arquearia Indígena foi criado pela Fundação Amazonas Sustentável, no ano de 2013, e tinha como principal objetivo a promoção e valorização da arquearia, unido ao fortalecimento da cultura das populações indígenas. A ação é uma iniciativa feita em parceria com o Banco Bradesco, a Federação Amazonense de Tiro com Arco (Fatarco) e apoio da Confederação das Organizações e Povos Indígenas do Amazonas (Coipam), da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab) e Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).  

 FOTOS: DIVULGAÇÃO/SEJEL 

Congresso Técnico dá início aos trabalhos do Campeonato Amazonense de Futebol Amador realizado pela Fafa

A Federação Amazonense de Futebol Amador (Fafa) deu início aos trabalhos do Campeonato Amazonense da modalidade, com a realização do Congresso Técnico neste sábado (05/05), no auditório da Vila Olímpica de Manaus, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste. O evento conta com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado e Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). No total, foram inscritas 19 equipes distribuídas nas categorias Infantil e Juniores.

De acordo com o vice-presidente da Fafa e presidente da Associação Esportiva Paramazonas, Ronald Brito, em cinco meses de existência, este é o segundo campeonato organizado pela Fafa e a primeira edição do Campeonato Amazonense de Futebol Amador. Nosso objetivo é desenvolver os talentos de nossa terra e trabalhar para que eles possam vir a serem grandes nomes do futebol amazonense.

“Cerca de 570 atletas foram inscritos na competição, sendo 10 equipes Juniores, seis Infantis e três times femininos. Para a Fafa, isso é algo muito bom, pois são crianças e jovens que estarão praticando uma atividade esportiva e que acreditam no poder transformador do futebol. Nesse quesito, o papel do Governo do Amazonas e da Sejel é fundamental, porque todo o apoio que nos é dado contribui para o desenvolvimento do esporte amador e para a credibilidade dos pais do atleta e do próprio jovem, que sonha em jogar em um campo de futebol, por exemplo, e terá essa oportunidade ao disputar a competição. Pode parecer pouco, mas para eles, é algo emocionante”, afirmou.

Intercâmbio – Ronald Brito disse ainda que um intercâmbio entre diferentes Estados vem sendo cogitado. “A competição, que começa neste domingo (05/05), será finalizada no começo de julho. Ao fim do campeonato, 10 atletas serão selecionados e, no fim de julho, embarcam para São Paulo, para fazerem testes em um clube de futebol local. Se aprovados, assinarão contratos com a equipe e ficarão definitivamente no clube. Além disso, estamos em contato com as Federações Amadoras de Estados como Bahia, Espírito Santo e Pará, para promovermos intercâmbios entre os atletas, para que eles possam adquirir cada vez mais experiências nas categorias de base”, explicou.

Inclusão – A diretora da Fafa e vice-presidente da Associação Paramazonas, Adria Nascimento, falou da importância da junção entre esses institutos, de modo a olhar com mais sensibilidade a questão social dos participantes da competição e de outros jovens que se interserem pelo projeto. “Estamos muito satisfeitos com essa parceria e estamos buscando fomentar e promover políticas públicas de Juventude, por meio da criação de escolinhas de futebol, com acompanhamento da família do atleta e da própria instituição de ensino que ele estuda. Dessa forma, teremos atletas mais completos, ao desenvolver seu talento no esporte e também, contribuindo para uma sociedade melhor, como cidadão que é”, destacou.

A Associação Esportiva Paramazonas foi criada para atender os conterrâneos dos dois Estados nortistas, Pará e Amazonas, que sempre estão se esenvolvendo e aprimorando suas habilidades no esporte, principalmente na área em que a associação foi criada, daí o nome. As escolinhas de futebol funcionam dentro das ligas esportivas.

FOTOS: MAURO NETO/SEJEL

Por transmissão inédita, em torno de 19 municípios do Amazonas recebem curso de elaboração de projetos esportivos

Em torno de 19 municípios receberam, nesta sexta-feira (09/03), das 17h às 18h, por meio de uma transmissão inédita, a segunda edição da Oficina de Elaboração de Projetos Esportivos. Realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), a iniciativa contou com o apoio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que viabilizou a transmissão do curso pelo Centro de Mídias, localizado no bairro Japiim, zona sul de Manaus. Dentre os municípios que receberam o curso estavam Humaitá, Autazes, Boca do Acre, Barcelos, Benjamin Constant, Boa Vista do Ramos, Iranduba, Coari e Careiro da Várzea.

De acordo com a secretária da Sejel, Janaina Chagas, a parceria com a Seduc, por meio do Centro de Mídias é muito importante, pois assim é possível alcançar cada um dos 61 municípios. “O interior será olhado sempre com muito carinho e repassar informações por meio deste curso é apenas o pontapé inicial de grandes oportunidades que serão levadas para os municípios do Amazonas. Dessa forma, cada vez mais pessoas poderão fazer a diferença na vida de crianças, jovens e famílias do Interior por meio do esporte e da educação”, afirmou Janaina Chagas.

O assessor de projetos da Sejel, Francimar Rodrigues, graduando em Direito pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e com experiência em elaboração de projetos de políticas públicas pela Prefeitura Municipal de Manaus, na área de Juventude, explicou a importância de se elaborar projetos consistentes e de acordo com as normas previstas em lei, para que a solicitação possa ser, conforme for, atendida. “Há uma grande dificuldade técnica de desenvolvimento de projetos, não só em Manaus, mas como em todo o Estado. Com este curso, podemos dar subsídios teóricos para que as pessoas possam desenvolver projetos de forma mais completa, de forma que avaliemos sem muitos sobressaltos, pois a maioria dos projetos, hoje, não passa da primeira fase de avaliação, exatamente por não cumprirem os pré-requisitos necessários”, explicou Rodrigues.

Capacitação – Thiago Bonates, bacharel em Administração, com experiência em elaboração de projetos e captação de recursos, gestão de convênios e prestação de contas no Portal de Convênios Federais, falou sobre a importância deste curso e ensinou como proceder com o chamamento público. “Esse primeiro curso é fundamental para dar possibilidade de entidades, associações, entre outros, escreverem bons projetos e, consequentemente, ter autonomia para captar recursos dentro de seu Estado e fora dele, de modo a conseguir atingir seus objetivos. Ter independência e autossuficiência realmente”, disse.

FONTE: Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel)

FOTOS: TÁCIO MELO/SEJEL e ALESSANDRA REIS/SEJEL

Em sua 18ª edição, Bhorel Combat Championship agita a cidade de Novo Airão

Com nove combates eletrizantes, o município de Novo Airão, a 180 quilômetros de Manaus, recebeu na noite desta quinta-feira (06/09), 20h, no Ginásio Municipal, a 18ª edição do Bhorel Combat Championship. O evento foi chancelado pela Comissão Atlética de MMA do Amazonas (CAMMA-AM) e contou com a presença do lutador amazonense Emanuel Castro.

De acordo com o dono da marca, Manuel Sobreira, a competição foi um sucesso. “Concluímos mais uma edição do Bhorel Combat Championship e queremos continuar fazendo o melhor pelos amantes do esporte. Foram oito lutas, sendo uma K1 e os espectadores tiveram belo espetáculo a cada duelo. Agradeço a todo o público presente e a cada um que participou e colaborou para que este evento acontecesse”, destacou.

Organizador do Bhorel Combat em Novo Airão, Jorge Moura abordou sobre a importância das parcerias em eventos como este. “Sabemos que o MMA cresce cada dia mais e ficamos felizes em saber que temos apoio para desenvolver este esporte em nossa cidade. Neste sentido, tivemos grande auxílio da prefeitura de Novo Airão, na pessoa do prefeito Rosivaldo Santos, assim como do coordenador de esporte, Raimundo Nicácio e do secretário de ação social, Erivaldo. Além deles, Pablo Arthur, que também foi importante nessa caminhada. Agradeço de coração por toda a ajuda e espero que o incentivo ao esporte continue”, disse.

Destaque – Dentre as lutas da noite, o destaque foi para o duelo entre os atletas Pingo e Sheyverson, que protagonizaram um grande combate, arbitrado pelo professor Luís Neto. Foram dois rounds intensos e eletrizantes, que mostrou muita habilidade de ambos os lutadores. Entre golpes diversos e bastante trocações, Pingo viu uma oportunidade quase ao fim do terceiro round e conseguiu uma montada no adversário, que ficou de bruços para o solo. Como não houve chance de defesa para Sheyverson, o árbitro interferiu na luta e deu a vitória à Pingo.

Confira o resultado dos combates

Luta 1 – MaxRay “O Lobo Solitário” x Nailson “Bate Forte” – Vencedor: Nailson “Bate Forte”, por Desistência, aos 2’44” do 1º round. Árbitro central: Orleans Smith;

Luta 2 – Hércules Articlínio x Dainando – Vencedor: Hércules Articlínio, por Finalização (Mata-Leão), aos 2’53” do 1º round. Árbitro central: Luís Neto;

Luta 3 – Daniel “Braço de Aço” x Alcione “Mestre Splinter” – Vencedor: Daniel “Braço de Aço”, por Decisão Unânime da mesa. Árbitro central: Luís Neto;

Luta 4 – Paulinho x Rafael Silva – Vencedor: Paulinho, por Nocaute Técnico (montada, desferindo socos), aos 2’36” do 2º round. Árbitro central: Orleans Smith;

Luta 5 – Marcelo x Aldenir – Vencedor: Aldenir, por Desistência, aos 4’20” do 2º round. Árbitro: Orleans Smith;

Luta 6 (k1) – “Mão de Pedra” x Erivaldo Souza. Vencedor: Erivaldo Souza.

Luta 7 – Pingo x Sheyverson – Vencedor: Pingo, por Nocaute Técnico, aos 4’27” do 3º round. Árbitro central: Luís Neto;

Luta 8: Valdecy x dos Santos – Vencedor: Valdecy, por Nocaute, aos 1’04” do 1º round. Árbitro central: Orleans Smith;

Luta 9: Luan x Jhony Max. Vencedor: Luan, por Nocaute, aos 4′ do 1º round. Árbitro central: Orleans Smith.

 

Fotos: Divulgação

 

Com R$ 3 mil em premiação, torneio Amigos do Rei de Futevôlei será realizado neste domingo (06/05) na Cidade Nova

Com uma premiação de R$ 3 mil, será realizado neste domingo (06/05), a partir das 13h, o torneio Amigos do Rei de Futevôlei, no Centro de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, na rua Gandú, bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus. O evento, que é organizado pela Federação Amazonense de Futevôlei (FAFV), tem o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), e contará com a presença de grandes nomes do futevôlei mundial, como os irmãos Guilherme, Éber e David Perrone, entre outros.

De acordo com o diretor de marketing da FAFV, João Ricardo, conhecido no meio do futevôlei como “Rei Sabá”, a ideia do campeonato surgiu de uma comemoração de aniversário. “Há 25 anos pratico a modalidade e vou comemorar meu aniversário de 43 anos no domingo (06/05), então decidi reunir duas coisas que amo, amigos e futevôlei, para comemorar essa data. A FAFV me deu total apoio para realizarmos esse campeonato que, independentemente de qualquer coisa, é mais um evento da federação para dar fomentação a esse esporte, que tem crescido tanto no mundo todo e que em Manaus já revelou grandes talentos”, explicou.

O torneio terá 20 duplas participantes e irá premiar os três primeiros lugares com troféus e as quantias de R$ 1,5 mil para a dupla campeã, R$ 900 para o segundo lugar e R$ 600 para o terceiro colocado.

Duelo de gigantes – Além das partidas que irão compor o torneio, serão realizados alguns desafios entre os gigantes do futevôlei amazonense e mundial. Dentre os duelos estará o jogo entre os irmãos David (conhecido como “Vivico”) e Éber (conhecido como “Preto”) Perrone, contra Guilherme Perrone (conhecido como “Guigui” e considerado o Pelé do futevôlei) e seu parceiro de Recife, Cinho. Além desses haverá também David Perrone e Júnior Façanha contra Anderson Águia e Felipe Cury, entre outros.

Confira as duplas que irão participar do Torneio Amigos do Rei de Futevôlei:

Guigui e Sabá

Roney e Juninho

Robertinho e Bunda

David e Louro

X9 e Marcão

Preto e Buchudo

Maradona e Xande

Águia e Cury

Muriçoca e Caju

Cris e Ítalo

Cinho e Macaco

Éder e Valcyr

Shureck e Macaco

Diego e Paris

Lukas e Osvaldo

Birinha e Neto

Wemerson e Moisés

Lazaroni e Churrasquinho

Gustavo e Piolho

Leleco e Gatão

Informações: João Ricardo (Sabá) – 99386-7378

FOTOS: TÁCIO MELO/MAURO NETO

Nacional realiza primeiro jogo-treino e vence por 9 a 0 o Unidos do Alvorada

Na manhã do último domingo, dia 7, o Nacional Futebol Clube entrou em campo para disputar o primeiro jogo-treino da temporada. Com uma vitória de 9 a 0, o time azulino goleou a equipe do Unidos do Alvorada, sob comando do técnico Sinomar Naves. A partida foi realizada no Centro de Treinamento Barbosa Filho, localizado no bairro Coroado, zona Leste de Manaus.

De volta ao Naça, Alexsandro se destacou no primeiro tempo,
com dois gols. (Foto: Lorena Furtado / Nacional FC)

Mesmo com o time titular ainda em formação, entraram em campo para o início do desafio os atletas Marcelo Valverde, Pedro Balú, Índio, Zé Antônio, Rodrigo Ítalo, Júnior Baé, Fininho, Delciney, Cristiano, Paulo Roberto e Alexsandro.

Rodrigo Ítalo (à direita) converteu um gol de falta no jogo-treino deste domingo, dia 7.
(Foto: Lorena Furtado / Nacional FC)

Logo nos primeiros minutos, pênalti a favor do Leão da Vila Municipal, convertido por Fininho. No decorrer do jogo-treino, o time azulino continuou abrindo vantagem com gols de Rodrigo Ítalo, Paulo Roberto e Alexsandro, que foi um dos destaques do primeiro tempo, com dois gols. Placar parcial em 5 a 0 para o Mais Querido.

Fininho, de pênalti,
abriu o placar para o time nacionalino. (Foto: Lorena Furtado / Nacional FC)

No intervalo, o técnico Sinomar Naves deu oportunidade aos demais jogadores do plantel e escalou Paulo Wanzeler (Douglas e Almeida), Paulo Rossini, Kennedy, Kaique, Felipe Leite, Alison, Ramon, Jack Chan, Arthur, Gustavo, Paulinho e  Ronni. Um detalhe: para fortalecer a zaga do time adversário, o comandante nacionalino cedeu os atletas Kalil e João Pedro, que acabaram dando bastante trabalho para o ataque azulino. O segundo tempo contou com gols de Felipe Leite, Arthur e Paulinho, que também se destacou neste período e converteu mais dois. Placar final em 9 a 0 para o Nacional.

Felipe Leite, o Boca, também deixou sua marca no segundo tempo para a equipe azulina, com um gol de pênalti. (Foto: Lorena Furtado / Nacional FC)

Mesmo com a equipe adversária apresentando pouco perigo, o jogo-treino foi bastante produtivo. “Apesar da pouca resistência do adversário, deu pra observar que nossa equipe está bem construída. Nosso ataque aproveitou bastante as oportunidades de gol e prova disso foi o resultado. O interesse maior era observar todos os atletas, por isso quase todos foram substituídos dentro de campo. Agora vamos trabalhar em cima do que precisa ser corrigido e do que precisa ser mantido, para garantirmos que nosso objetivo seja alcançado”, concluiu.

Jogo-treino seguiu sob os olhos atentos do técnico Sinomar Naves.
(Foto: Lorena Furtado / Nacional FC)

No dia 20 de Janeiro, o Leão da Vila Municipal enfrenta o Manaus Futebol Clube, em partida válida pela primeira rodada do Campeonato Amazonense 2018. Já entre os dias 31 de Janeiro e 07 de Fevereiro, o Nacional estreia na Copa do Brasil 2018, contra a Ponte Preta –  SP.