• Home
  • Jungle Cup: Maik Matos fatura categoria e absoluto no Bergão

Jungle Cup: Maik Matos fatura categoria e absoluto no Bergão

O lutador Maik Matos foi o grande nome da disputa entre faixas pretas adultos na primeira edição da Jungle Cup BJJ Pro, evento organizado pela Federação Amazonense de Jiu-Jítsu Profissional (FAJJPRO) e que reuniu quase 800 atletas neste fim de semana, 7 e 8 de outubro, no ginásio Bergão, em Manaus. O atleta da Bronx Association conquistou a medalha de ouro na categoria pesadíssimo e também o absoluto,  além de um prêmio de R$ 200.

Matos fez dos combates na categoria e venceu ambas por finalização. Na disputa sem limite de peso, ele impôs seu jogo e superou Victor Neves (Clube Pina/Osvaldo Alves) por finalização em leg lock e Leandro Lima de Souza (Clube Pina) por finalização em estrangulamento.

“Estou treinando bem e estava me sentindo bem fisica e psicologicamente e consegui impor meu ritmo na categoria e no absoluto. Consegui quatro finalizações no total. No absoluto eu lutei contra caras fortes, mas consegui impor meu jogo. Primeiro com o Vitor Neves e consegui finalizar. Na final eu estava perdendo para o Leandro Lima, mas depois eu conseguir impor meu jogo novamente e consegui finalizar”, disse o campeão.

Depois das duas medalhas obtidas no Bergão, Maik mira as próximas competições do calendário local, nacional e internacional. O atleta da Bronx vai disputar a Copa Ajuricaba Gi e No Gi, dias 28 e 29 deste mês em Manaus; e também o Adu Dhabi Grand Slam da UAEJJF, dias 12 (Gi) e 13 (No Gi) de novembro na Arena Olímpica do Rio de Janeiro.

Tudo em casa. No primeiro dia da Jungle Cup BJJ Pro, as lutadoras Maria Karolina Nunes Araújo, 17, e Marlene Emanuelly Bichara, 17, ambas da equipe Geração Eleita ficam com o ouro e prata na disputa entre faixas brancas da categoria até 52 kg.

Parceiras de academia, cada uma das meninas fez uma luta antes de chegar à final da categoria. O normal seria elas “fecharem” o pódio e não disputar a decisão, mas elas fizeram questão de entrar no tatame do Bergão e competir.

“Somos da academia Sonic 7, mas hoje estamos aqui representando a Geração Eleita. Eu fiquei em primeiro e ela em segundo na final da categoria, mas o importante é que a amizade continua, por isso nos abraçamos assim que terminou a luta final. Por incrível que pareça eu só treinei um dia, pois estava machucada, e ela só por uma semana”, disse Maria Karolina.

Além de treinarem jiu-jítsu, elas revelaram que também são apaixonadas pela luta livre. O próximo campeonato na agenda das meninas é sem quimono. Uma nova oportunidade de se enfrentarem, já que são da mesma categoria.

As jovens lutadoras conciliam o esporte com a vida escolar. Maria Karolina cursa o terceiro ano do Ensino Médio na Escola Estadual José Bernardino Lindoso. Emanuelly Bichara cursa o segundo ano do Ensino Médio na Aldeia do Conhecimento.

Por: Emanuel Siqueira

Deixe uma resposta

Busca no Site

 

mastering

 

 

Top 10 Notícias

Newsletter