• Home
  • Seleção Brasileira Master de Beach Soccer vence seleção amazonense por 5 a 4 e reúne em torno de três mil pessoas no coliseu da modalidade

Seleção Brasileira Master de Beach Soccer vence seleção amazonense por 5 a 4 e reúne em torno de três mil pessoas no coliseu da modalidade

E a competição continua nesta quarta-feira (02/05), com jogos a partir das 19h

Com um placar de 5 a 4, a Seleção Brasileira Master de Beach Soccer venceu o duelo contra a seleção amazonense sob os olhos atentos de aproximadamente três mil pessoas. A partida foi realizada nesta terça-feira (1º/05), no Centro Cultural Povos da Amazônia (Bola da Suframa), bairro Distrito Industrial, zona sul de Manaus e reuniu craques da modalidade de toda uma geração. A competição continua nesta quarta-feira (02/05), com jogos a partir das 19h.

O evento é uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), em parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur) e Secretaria de Estado de Cultura (SEC), e conta com o apoio da Federação Amazonense de Futebol de Areia (Fafa).

Para o presidente da Fafa, Júnior Caixa, essa competição elevou o nível da modalidade no Estado. “A Fafa existe desde 1997 e, até então, nunca tínhamos realizado muitos eventos, até mesmo por conta do esporte não ser tão fomentado. Hoje, as coisas estão mudando e de fato as pessoas têm nos procurado cada vez mais para praticar a modalidade. Com a ideia do Supercampeonato, acho que em lugar nenhum do Brasil há uma competição tão grande quanto essa e com tantos times inscritos e isso é espetacular”, elogiou.

Oportunidade – De acordo com o secretário da Sejel, Manoel Almeida, a pretensão é criar escolinhas para incentivar não apenas a prática da modalidade, mas combater a vulnerabilidade social por meio da prática esportiva.  “As primeiras edições tiveram poucos times inscritos, mas hoje, temos 48 equipes disputando o título da competição. Pretendemos, portanto, criar escolinhas com 12 núcleos, sendo 10 na  capital e dois no interior. Tem áreas no Amazonas que tem vocação para o beach soccer e faremos de tudo para ajudarmos a formar esses atletas e sermos referência da modalidade no cenário mundial”, afirmou.

Jogo das estrelas – No primeiro tempo, a Seleção Brasileira abriu o placar e ainda aumentou a vantagem alguns minutos depois, com gols de Júnior Negão e Benjamin. Já no segundo tempo, que foi sem dúvida o mais acirrado de todos, os amazonenses Ronaldinho e Marquinho empataram a partida. O placar não durou muito tempo, pois foi a vez de Betinho e Benjamin aumentarem o placar para o Brasil. A resposta veio com Raiderson Teco, que diminuiu a vantagem, finalizando o segundo período em 4 a 3. O placar foi decidido quase ao fim do terceiro e último tempo e contou com dois gols, sendo um de Benjamin, pela Seleção Brasileira, e um de Marquinho, pela seleção amazonense. Placar final,  5 a 4 para a equipe brasileira.

Craque – Autor de três dos cinco gols da Seleção Brasileira Master de Beach Soccer, o craque Benjamin, considerado um dos melhores jogadores do futebol de areia no mundo, disse estar muito feliz pelo retorno a Manaus. “Só tenho a agradecer a Deus por poder voltar aqui e dar esse pontapé inicial no Supercampeonato. Hoje, vejo Manaus como a capital do beach soccer, então peço que todo o Estado continue abraçando a causa e incentive os atletas para que, no futuro, possamos ter representantes amazonenses na Seleção Brasileira”, afirmou.

Bom de bola – Participante de três das cinco Copas de Beach Soccer realizadas em Manaus, o hexacampeão mundial de futevôlei, Guilherme Perrone, também fez parte do duelo contra a Seleção Brasileira. “Apesar de ter mais afinidade com o futevôlei, fiquei honrado de poder participar da seleção amazonense e de jogar com ídolos como o Júnior Negão, que eu cresci assistindo despontar no futebol de areia mundial. O Governo do Estado e a Sejel estão de parabéns pela iniciativa e espero que mais eventos como este possam ser realizados no Amazonas”, destacou.

Lazer – A dona de casa Valéria Silva, 31 anos, levou os filhos para ver de perto um jogo da Seleção e ficou satisfeita com o resultado. “Meus filhos adoram esportes, e futebol então, nem se fala. O bom deste evento é que podemos reunir toda a família e vir assistir à partida, até porque é uma opção de lazer perto de casa”, disse.

Outros resultados – Dando início ao Supercampeonato, seis equipes disputaram a competição, com vitória para as equipes Estrela do Norte, por 4 a 2 contra o Nova Geração, Terra Nova, por 5 a 2 contra o Real Zumbi, e Força Jovem, que ganhou de 5 a 4 do time Furacão. Além desses jogos, também participaram do evento quatro escolinhas de futebol do Amazonas, que fizeram uma apresentação para o público presente. Como resultado, a Escolinha do Abdon venceu a Escolinha Manaus por 3 a 0 e a Escolinha Manauara venceu a Escolinha do Amazonas por 3 a 2. Atletas de 20 escolinhas de futebol de Manaus estiveram no coliseu, a convite do Governo do Amazonas, para assistir ao início do Supercampeonato.

FOTOS: TÁCIO MELO/SEJEL e HEBERT GAÚCHO/SEJEL

Deixe uma resposta

Busca no Site

 

mastering

 

 

Top 10 Notícias

Newsletter