• Home
  • Alexandre Capitão abre a guarda e conta toda a trajetória de sucesso

Alexandre Capitão abre a guarda e conta toda a trajetória de sucesso

Contratado pelo WSOF, o amazonense Alexandre “Capitão”, 29, se tornou um dos lutadores mais conceituados pelo evento. Nascido em Manaus, cidade considerada o celeiro de campeões, Alexandre assim como muitos jovens brasileiros, cresceu com o sonho de melhorar sua vida através dos esportes.

Casado com Thais Marcelle e pai da Manuella, o amazonense aguarda a chegada da segunda filha Nicole, que nascerá em outubro. O amazonense vive em Las Vegas, onde treina e dá aulas de jiu-jitsu na academia SYNDICATEMMA.

“Capitão” pertence a leva de campeões pioneira no jiu-jitsu amazonense. Começou a treinar na academia Agenor Alves aos oito anos de idade, através do primo Marcos Paulo. Das mãos do mestre Ulisses Paixão, o manauara recebeu todas as faixas, até chegar a tão sonhada faixa preta.

“Recebi a faixa preta no Campeonato Mundial da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo (CBJJE), autorizado pelo sensei Henrique Machado e depois oficializada na graduação na Asle. A academia Agenor Alves fechou em 2007 e eu passei a treinar com sensei Henrique, na Asle. Hoje eu represento o Clube Pina, pois ele já tinha sido meu professor na academia Agenor Alves. Sempre fui e sempre serei Agenor Alves. O meu mestre Ulisses Paixão sempre me acompanhou em todas as minhas conquistas”, relatou.

Para se manter no esporte, o manauara contou e ainda conta com o apoio do empresário Beto Nicolau, proprietário do Hospital Samel. “Eu não tenho palavras para descrever o que ele significa na minha carreira. Ele sempre me apoiou e apoia até hoje. Agradeço a Deus por tê-lo colocado em minha vida”, explicou.

Os números de medalhas e títulos conquistados pelo lutador enchem de orgulho. No MMA, o cartel de vitórias inclui: Campeão peso pena do WSOF, campeão peso pena do Jungle fight, campeão peso pena Mr. Cage, campeão peso pena do Golden Combate, campeão peso pena do GP Boa Vista Combate.

“O jiu-jítsu é minha vida, se não fosse por esse esporte, eu não teria conquistado nada que já conquistei e ainda vou conquistar. Como atleta eu ganhei todos os títulos que um lutador de jiu-jítsu e MMA poderia ter conquistado. Eu sou muito feliz com tudo que já conquistei tanto no jiu-jítsu quanto no MMA”, declarou.

Em 2014 o atleta foi um dos lutadores que foi a Las Vegas para fazer parte do elenco da quarta temporada do The Ultimate Fighter Brasil – Em Busca de Campeões. Alexandre acabou ficando de fora devido uma suspeita de aneurisma cerebral, o que posteriormente acabou sendo descartado após segunda avaliação.

Após superar o drama do corte e receber a liberação da equipe medica para competir, Capitão estreou com vitória no WSOF, finalizando Saul Almeida no primeiro round, se tornando o dono do título do terceiro maior evento de MMA do mundo.

Em meio a tantas conquistas na vida pessoal e profissional, o lutador que possui um cartel de 18 vitórias e sete derrotas, revela o sonho de chegar ao maior evento de MMA da atualidade.  “Esse é um titulo que quero conquistar, não vou descansar enquanto não chegar ao UFC”, revelou.

Por: Greici Fernandes

Fotos: Arquivo Pessoal do atleta

Deixe uma resposta

Busca no Site

 

mastering

 

 

Top 10 Notícias

Newsletter