• Home
  • Rodrigo Bizerril é promessa no fisiculturismo amazonense

Rodrigo Bizerril é promessa no fisiculturismo amazonense

Há seis anos participando de competições a nível nacional e internacional, Rodrigo da Silva Bizerril, de 25 anos, é mais um exemplo de atleta que esculpiu o corpo em prol de um desafio maior: tornar-se um atleta profissional de fisiculturismo.

Apesar da pouca idade, Rodrigo, que trabalha como vendedor em uma loja de suplementos, explica que sua vontade de competir surgiu a partir de uma mera vaidade. “Comecei a treinar por pura estética e com o tempo, percebi que meu corpo respondia muito bem às séries e exercícios. Ao folhear uma revista de fisiculturismo, fiquei fascinado com tamanha perfeição física e, nesse dia, decidi que iria começar a seguir nessa área”, disse.

Bizerril já disputou vários campeonatos a nível nacional e mundial, dentre os quais sagrou-se campeão, em 2012, nos Campeonato Brasileiro de Fisiculturismo e Campeonato Sul-americano de Fisiculturismo; além desses foi o vencedor do Mister Universo na Inglaterra, em 2012; e campeão absoluto (overall) na Copa Manaus de Fisiculturismo 2016, bem como em sua categoria (Até 90kg).

unnamedConforme o atleta, todos esses títulos foram adquiridos com muito sacrifício e uma rotina extremamente disciplinada de exercícios, além de uma alimentação totalmente balanceada, tendo em vista que para alcançar o corpo tão almejado foram necessárias mudanças em todos os sentidos.

“Minha rotina de alimentação e treino variam de acordo com a fase em que me encontro: quando estou em off season, procuro comer uma maior quantidade de calorias distribuídas em carboidratos, gorduras e muitas proteínas, pois viso aumentar meu volume muscular; já quando estou na fase de pré-contest, reduzo o consumo de carboidratos e aumento o de proteínas, pois foco em definição muscular e máxima queima do depósito de gorduras”, explica o atleta.

Por ter um biótipo extremamente musculoso, ele conta que já foi julgado como sendo um indivíduo grosseiro e que gosta de brigas, assim como ocorre com a maioria dos fisiculturistas, entretanto Rodrigo afirma que as pessoas precisam entender que esses atletas moldam o corpo para atingir a perfeição física e não para machucar ou agredir os outros.

Para o atleta, o fisiculturista é um ser humano extremamente disciplinado e dedicado nos treinamentos, mas principalmente na alimentação. Além disso deve-se ter sempre a consciência de que mesmo sem o apoio e o reconhecimento devido, ele deve continuar firme em seu propósito.

“Infelizmente faz parte da rotina de um atleta de fisiculturismo não apenas treinos regrados e uma alimentação diferenciada, mas também enfrentar a falta de apoio de empresas públicas e privadas no que se refere a patrocínio em campeonatos e na própria preparação da pessoa que atua nesse segmento, pois, querendo ou não, o fisiculturismo é um esporte caro e se o atleta não tiver uma boa renda para custear os suplementos e acessórios necessários para se manter na área, fica difícil prosseguir profissionalmente”, lamenta Rodrigo.

Por fim, Rodrigo fala sobre a importância do fisiculturismo e o que pensa sobre as pessoas que fazem uso de meios ilícitos para permanecer nessa modalidade que, com o passar do tempo, vem reunindo adeptos e crescendo muito no Brasil e no mundo.

“A cada ano o nível de competições aumenta e a procura por “fórmulas mágicas” também e isso é um grande risco para a saúde desses jovens que não fazem sequer um acompanhamento diante das substâncias que acabam ingerindo. Dessa forma, deve-se olhar com mais atenção para os fisiculturistas, que realmente não medem esforços para moldarem seus corpos sem uso de meios ilícitos visando engrandecer essa área, pois o Amazonas é um celeiro de grandes campeões”, finalizou Rodrigo Bizerril.

Por: Lorena Furtado

unnamed-2

Tags:,

Deixe uma resposta

Busca no Site

Top 10 Notícias

Newsletter